19 KPIs importantes para a indústria


Atualizado em 18/11/21 - Escrito por Rafael Netto na(s) categoria(s): Estratégia

Liderança na indústria

Os KPIs importantes para indústrias são indicadores de desempenho que mostram qual o resultado da empresa em determinado setor durante um certo período.

Esses KPIs são usados para medir o desempenho da empresa e para verificar se as metas estão sendo batidas conforme o esperado. Além disso, também servem para alertar a equipe de gestão caso algo esteja errado e os resultados estejam bem abaixo do esperado.

Pensando nisso, montamos uma lista com alguns dos KPIs importantes para indústrias e assim você pode organizar a medição de desempenho da sua empresa. Vamos lá:

Lista de KPIs importantes para indústrias

Confira a lista com os KPIs mais importantes e monte seu painel de desempenho:

Lucro líquido

Começamos a lista com um dos principais indicadores de desempenho de qualquer empresa, o lucro líquido.

Para chegar no valor do lucro líquido, sua empresa precisa somar todo o faturamento do período e então deduzir as despesas e custos.

Margem de lucro líquida

A margem de lucro é quanto a sua indústrias pretende lucrar em determinado período em relação ao valor investido.

É preciso estipular um valor dentro do aceitável pelo mercado, para evitar o erro de buscar uma margem de lucro muito alta e então medir o lucro líquido do período.

Margem de lucro bruta

Esse é um dos KPIs importantes porque apresenta a rentabilidade da empresa durante o período medido.

A diferença para o lucro líquido é que dessa vez é considerado o que a indústria recebeu pelas vendas e deduzido o valor para produzi-lo.

Ou seja, aqui os outros gastos, como os administrativos, não são considerados.

OEE

O OEE, ou Overall Equipment Effectiveness, é um conceito criado por Seiichi Nakajima para avaliar a eficiência de uma operação produtiva qualquer. 

O OEE possui 3 pilares principais para avaliar a produção da empresa, das máquinas ou das pessoas.

Os pilares são:

  • Disponibilidade ou Utilização – % da capacidade disponível da fábrica que está sendo utilizada
  • Desempenho ou Performance – capacidade produtiva / capacidade utilizada
  • Qualidade – (Capacidade produtiva conforme) / (Capacidade produtiva)
Exemplo de OEE no sistema Nomus ERP Industrial

Multiplicando os 3 indicadores resulta no OEE:

EBITDA

O EBITDA é uma sigla em inglês que significa Earning Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization.

Em português a sigla é conhecida como LAJIDA, ou lucro antes de juros, impostos depreciação e amortização.

Trata-se de quanto a empresa consegue gerar com a sua produção de fato, ou seja, sem considerar ganhos com investimentos ou despesas com juros e impostos.

A ideia é saber se a operação da produção realmente vai bem e não que o gerente financeiro é bom.

ROI

Outra sigla em inglês para Return on Investiment, que quer dizer retorno do investimento.

Aqui é medido qual foi o resultado obtido versus o investimento feito.

Net promoter score (NPS)

Esse é um indicador de satisfação dos clientes para identificar de forma fácil quem são os promotores e os detratores da sua empresa.

A pesquisa funciona com uma simples pergunta que dá uma nota de 0 a 10 para o seu negócio. Dependendo da resposta o indicador aponta qual o nível de satisfação do seu cliente.

Para saber mais sobre o assunto, conheça o nosso artigo sobre NPS.

OTD – On-Time Delivery (Percentual de Entregas Realizadas no Prazo)

Esse indicador de desempenho da logística tem como objetivo medir a quantidade de pedidos que foram entregues no prazo combinado. Esse sem dúvidas é um dos mais importantes para uma indústria.

Como calcular o OTD:

(Total de Entregas no Prazo ÷ Total Entregas) * 100

A dica para medir bem esse indicador de desempenho na logística é conferi-lo diariamente e como benchmark usar um percentual que fique sempre acima de 90%.

Customer lifetime value (CLV)

Neste KPI a empresa deve medir qual é valor que um cliente pode gerar em toda sua “vida” com a empresa.

Ou seja, se um cliente compra um produto por mês no valor de R$100 e em média fica fiel a sua empresa durante 24 meses, esse cliente tem o CLV de R$2400.

Market Share

Este KPI visa medir qual a fatia do mercado que a sua empresa atualmente possui.

Ele pode ser medido através do faturamento, número de clientes entre outras fontes comparáveis.

Lead time

Lead Time é o tempo usado para rodar todo o ciclo de produção, desde o pedido do cliente até o recebimento do produto.

Esse é um dos grandes KPIs da produção e serve principalmente para gerar prazos de entrega precisos, além de outros benefícios, como:

  • Clientes mais satisfeitos
  • Controle e melhoria da produtividade geral
  • Identificação de tipos de gargalos no processo produtivo
  • Melhoria de processos
  • Geração de mais resultados com a mesma capacidade produtiva
  • Padronização dos processos
  • Mais confiabilidade para atender demandas de clientes

Custo por Lead (CPL)

O CPL é o KPI responsável por medir qual o valor gasto para adquirir um Lead pela sua equipe de marketing.

Ou seja, é preciso dividir os gastos de marketing com os leads gerados para conseguir o atual CPL.

Ticket Médio

Este é um dos KPIs importantes para indústrias porque ele mede quanto um cliente gasta em média com a sua empresa.

Ou seja, aqui você deve dividir o seu faturamento bruto pela quantidade de clientes que possui.

Índice de satisfação dos funcionários

Além de pesquisar a satisfação dos clientes, é importante que a empresa meça o nível de satisfação dos funcionários, para assim garantir que eles estejam motivados e engajados com o negócio.

Além disso, ele serve para ajudar o setor de RH identificar pontos de melhoria na gestão de pessoas.

Dupont

O sistema Dupont foi criado pelo engenheiro F. Donaldson Brown em 1914 e basicamente serve para entender o desempenho financeiro da empresa com seus ativos.

Pode ser resumido em:

Lucro líquido / capital próprio

Além disso é possível desmembrar o indicador em:

  • Lucro líquido / vendas
  • Vendas / Ativo total
  • Ativo total / Capital próprio

Taxa de retenção dos funcionários

Este KPI mede qual é o tempo médio que um funcionário trabalha para a sua indústria.

Aqui a indústria pode ter uma noção melhor de como está a satisfação da equipe e compará-la com outras empresas.

Além disso é possível identificar pontos com muitas saídas e assim resolver problemas.

Índice de inadimplência

Este KPI mede quanto dinheiro a empresa tem a receber que ainda está atrasado ou não foi pago. Ou seja, qual o nível de inadimplência dos seus clientes.

Isso é importante para que o seu caixa não seja comprometido e para que a sua equipe possa pensar em formas de minimizar ou acabar com esse problema caso ele fuja do controle.

Qualidade / Conformidade

No setor de qualidade a sua indústria pode usar diversos indicadores, como:

  • Retrabalho
  • Quantidade de peças que precisam ser retrabalhadas
  • Quantidade de não conformidades na produção

Estes medidores garantem a qualidade dos seus produtos e mantém seus clientes satisfeitos, evitando retrabalhos e problemas futuros.

Custeio alvo

Neste KPI importante para indústria, a empresa deve determinar um custo desejado para o produto atual e então medir quantos % está deste valor.

Com isso a empresa pode descobrir formas de reduzir custos para alcançar o custeio alvo desejado.

Use um sistema para gerar seus relatórios

Para acompanhar seus KPIs de forma mais organizada e automatizada, recomendo utilizar um sistema de gestão ERP como o Nomus ERP Industrial.

O sistema é capaz de gerar relatórios confiáveis conectados a sua produção e assim auxiliar a sua tomada de decisão.

Para entender como a ferramenta funciona, veja uma demonstração do sistema.

Nomus ERP Industrial

Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo: