Conheça os 6 principais processos de gestão de pessoas


Atualizado em 28/07/22 - Escrito por Beatriz Azevedo na(s) categoria(s): Recursos Humanos

eBook Liderança HD

Processos de gestão de pessoas são passos que as empresas devem estruturar e seguir para atrair, treinar e reter profissionais talentosos em suas equipes. Com isso, é possível reduzir a rotatividade e melhorar os resultados do negócio.

Esses processos são imprescindíveis para qualquer negócio, já que, com eles, a visão dos funcionários a respeito da empresa muda completamente. A equipe deixa de ser vista apenas como um recurso e seus membros passam a ser vistos como parceiros e colaboradores.

Leia o presente artigo e conheça os 6 principais processos de gestão de pessoas.

Processos de gestão de pessoas

O que é gestão de pessoas?

Antes de conhecer e entender os principais processos de gestão de pessoas, é preciso entender do que se trata essa gestão.

A Gestão de Pessoas é administrada pelo setor de RH das empresas e é uma das suas principais atividades atualmente. Ela consiste em um conjunto de técnicas e processos focados em desenvolver e impulsionar o capital humano – ou seja, o desempenho, as competências e as habilidades dos colaboradores – a fim de promover uma participação mais ativa e rica, gerando melhores resultados para as empresas.

Veja também: Cadeia de valor: o que é, atividades e como fazer

Antigamente as funções do RH se limitavam à tarefas burocráticas e administrativas, basicamente. Porém, com a conscientização do quanto o capital humano é valioso, esse setor passou a assumir tarefas voltadas para a capacitação e motivação dos colaboradores, seu bem-estar e sua relação com os demais colaboradores e com a cultura organizacional da empresa.

A partir dessa realidade, Idalberto Chiavenato – um dos escritores brasileiros mais respeitados nas áreas de administração de empresas e recursos humanos – determinou os 6 processos de gestão de pessoas fundamentais para as equipes de RH, conforme veremos a seguir.

Quais são os 6 principais processos de gestão de pessoas?

Os 6 principais processos de gestão de pessoas são técnicas desenvolvidas pelo escritor Chiavenato, assim como foi falado anteriormente, que auxiliam as organizações e suas equipes de RH a arquitetar estratégias eficientes para estimular e impulsionar seus colaboradores assim como a atrair novos talentos, oferecer suporte de qualidade, feedbacks e avaliações de desempenho, entre outras atuações essenciais.

Cada um desses processos tem foco em situações e áreas que contribuem para a boa estruturação de uma empresa, sendo eles:

1. Agregar pessoas

Este processo foca na incorporação de novos talentos à empresa e começa antes mesmo dos processos de recrutamento e seleção. Ele se inicia na fase de planejamento desses processos, já que eles precisam ser desenhados de acordo com os valores da empresa e os que ela busca em seus candidatos.

Com isso, o RH alinhado com os gestores, formulará um processo de contratação compatível com a real necessidade de determinado cargo.

É muito importante que a empresa se dedique à estruturação desse processo para montar uma equipe de sucesso, reduzindo as chances de surgir a necessidade de uma futura reestruturação de equipe, por razões de incompatibilidade dos colaboradores com a cultura organizacional da empresa.

Para isso, os responsáveis pelo recrutamento precisam ser cautelosos e estudar os candidatos, tanto em sua experiência profissional prévia quanto em suas habilidades pessoais e interpessoais, para selecionar o melhor perfil para a vaga em aberto e que auxiliará a empresa a ser cada vez mais bem sucedida.

2. Aplicar pessoas

Neste segundo processo, as atividades do setor de RH giram em torno da integração dos novos funcionários à sua equipe e à empresa, de modo geral, delimitando e orientando a participação destes quanto às suas atividades e aos objetivos da empresa.

Além disso, é nessa etapa que entram as avaliações de desempenho, para que assim os gestores e o RH possam moldar o trabalho dos funcionários, de acordo com as necessidades implicadas em seus cargos, possibilitando uma troca de pontos de vista, de ideias e de contribuições, além da melhoria do desempenho destes funcionários.

Outra ação a ser tomada pela empresa deve ser, também, o treinamento personalizado dos novos talentos, para fortalecer ainda mais a sua familiaridade com as ferramentas usadas e os processos internos da empresa, por exemplo.

3. Recompensar pessoas

Para engajar os profissionais e ter um mínimo de dedicação da equipe, é preciso oferecer o básico: remuneração e benefícios, como auxílio alimentação, transporte e saúde. Porém, isso não é o suficiente para impulsionar de forma considerável sua motivação e, consequentemente, seus resultados e os da empresa, nem para ter uma porcentagem saudável de retenção de funcionários. 

Para isso é importante ir além, com premiações, programas de incentivo e abertura para a escuta às necessidades reais, profissionais e pessoais, dos funcionários, promovendo ações, como flexibilidade de horários, autonomia nas tomadas de decisões, entre outras, que supram tais necessidades, na medida do que for possível para a empresa. Uma palavra que resume bem esse processo é meritocracia.

4. Desenvolver pessoas

O desenvolvimento de pessoas busca potencializar competências e habilidades que aprimorem e impulsionem os resultados da empresa. 

Este quarto processo é, sem dúvida, um grande desafio para os gestores, pois nele é preciso alinhar as diferenças pessoais das equipes e promover o seu desenvolvimento e satisfação profissional, gerando melhores resultados para o empreendimento.

Embora as empresas normalmente contratem funcionários bem qualificados e experientes, é necessário que estes estejam sempre em contínuo treinamento, desenvolvimento e atualização diante dos assuntos emergentes no mercado de trabalho, cada vez mais competitivo. O desenvolvimento dos colaboradores pode ocorrer através de cursos, palestras, workshops, webinars, entre outros, organizados e oferecidos pela própria empresa.

5. Manter pessoas

Ao realizar novas contratações, a intenção das empresas é formar uma equipe coesa e comprometida com sua missão, valores, ideais e resultados profissionais, a longo prazo. 

Assim, a fim de evitar a rotatividade de colaboradores ou turnover, que atrapalha o fluxo geral de trabalho e desencadeia gastos financeiros e de tempo dos gestores para novos treinamentos a cada contratação, as empresas utilizam técnicas que possam estabilizar, de forma suficiente, as condições de trabalho – ambientais e psicológicas – tornando os colaboradores mais satisfeitos, engajados, motivados e produtivos. 

Para garantir isso, as empresas precisam ir além dos pontos citados no processo de “Recompensar pessoas” para manter os funcionários felizes e fiéis à empresa. É importante que a empresa se dedique em criar um clima organizacional saudável, que preze por segurança, higiene e qualidade de vida, e que instigue trocas mais complexas, como feedbacks construtivos e diálogos internos bem estruturados, por exemplo.

6. Monitorar pessoas

O monitoramento é o último processo de gestão de pessoas, nele ocorre o acompanhamento, orientação e controle das tarefas e atividades dos colaboradores, verificando seus resultados de forma frequente e contínua. É o responsável pela avaliação dos cinco processos de gestão anteriores.

Para isso, é essencial determinar indicadores-chave de desempenho ou KPI’s (Key Performance Indicators), pois com eles se torna mais fácil o desenvolvimento de estratégias, em alguns casos até mesmo antecipadas.

Tais estratégias possibilitam a execução das melhorias necessárias, em relação à atuação dos funcionários quanto às metas e resultados organizacionais, E, além disso, possibilita uma maior assertividade na tomada de decisões quanto à promoções ou demissões.

Veja também: Indicadores de desempenho: o que são, como montar e como medir

Para realizar esse controle, o ideal é que você possua uma ferramenta completa, como o Nomus ERP Industrial, que é uma excelente escolha para gerenciar sua empresa ou indústria, pois além de acompanhar e organizar – com gráficos de fácil visualização – todos os seus setores, como Vendas, Financeiro, Planejamento e Controle da Produção, Qualidade, entre outros, ainda inclui a ferramenta Nomus Dashboard que apresenta benefícios como:

  • Monitoramento de indicadores de desempenho e cumprimento de metas;
  • Cultivo da cultura de meritocracia na gestão das pessoas da sua empresa;
  • Criação de relatórios com qualquer fonte de dados;
  • E muito mais.

Acompanhe a Nomus em suas redes sociais

Neste artigo, você pôde conhecer mais sobre os processos de gestão de pessoas e como eles são importantes para o bom desempenho de uma organização e de seus colaboradores.

Siga a Nomus na sua rede favorita e esteja sempre atualizado sobre as engrenagens dos ambientes empresariais e industriais. Você também pode se inscrever no Blog Industrial da Nomus e receber conteúdos semanais gratuitamente!

eBook Liderança HD

Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo: