Capacidade produtiva: o que é, qual sua importância e como analisar

Atualizado em 25/03/19 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Processos e Organização / Produção

Chão de fábrica

Para gerenciar bem a sua indústria, é fundamental que você conheça a sua capacidade. Por isso hoje vamos falar da capacidade produtiva.

A ideia é abordar os tópicos principais do assunto, sendo eles:

  • O que é a capacidade produtiva?
  • Qual a importância da capacidade produtiva?
  • Como calcular a capacidade produtiva?

Vamos começar respondendo diretamente a primeira pergunta do título:

O que é capacidade produtiva?

Capacidade produtiva é o número máximo de produtos ou serviços que uma empresa consegue produzir, com os recursos disponíveis, em um determinado tempo.

Ou seja, se a sua indústria consegue fabricar 10 cadeiras por dia em plena eficiência, sua capacidade produtiva é de 70 cadeiras por semana.

É um erro comum imaginar que quanto maior a capacidade produtiva, melhor. O fato é que você deve buscar possuir a capacidade produtiva mais alinhada possível com a sua demanda. Dessa forma você terá o melhor custo x benefício e não terá problemas com falta de estoque e/ou excesso de estoque.

Capacidade produtiva

Qual a importância de conhecer a capacidade produtiva?

Como disse no início do artigo, é fundamental que você conheça a eficiência operacional da sua indústria se você pretende melhorar sua gestão.

Conhecer exatamente sua capacidade produtiva traz benefícios como:

  • Auxilia a tomada de decisões mais assertivas;
  • ajuda a manter os níveis ideais de estoque, evitando o excesso e a falta de materiais e produtos;
  • ajuda a melhorar a rotina e a produtividade dos colaboradores;
  • permite que sua indústria utilize melhor os materiais e insumos na produção;
  • Auxilia um planejamento mais certeiro entre comercial, financeiro e produção para atender demandas e adequar a produção.

Nem sempre produzir mais é uma boa coisa, já que se você não tiver para quem vender, pode acabar com um excesso de estoques que geram custos e prendem o capital da sua empresa.

Como definir a capacidade produtiva da minha fábrica?

Existem formas diferentes para analisar e determinar qual é a capacidade produtiva de uma fábrica. Abaixo vamos listar os métodos mais comuns utilizados nas empresas nos dias de hoje, confira:

Capacidade produtiva instalada

O primeiro método é hipotético e seu objetivo é auxiliar a tomada de decisões.

Na capacidade produtiva instalada, a indústria deve determinar qual é a sua capacidade máxima de produção, desconsiderando perdas, paradas ou outro tipo de problema.

Por exemplo, se a linha de produção é capaz de montar 20 cadeiras iguais a cada hora, em um dia de 24 horas poderiam ser fabricadas 480 cadeiras.

Capacidade produtiva disponível

A capacidade produtiva disponível é similar a anterior, ou seja, não leva em conta paradas, perdas e outros problemas. A diferença é que aqui só deve ser considerado a capacidade realmente disponível atualmente na indústria.

Ou seja, se a fábrica de cadeiras só trabalha com um turno de 8 horas, só seria possível fabricar 160 cadeiras por dia.

Caso o gestor queira aumentar a sua capacidade, é necessário contratar mais funcionários e/ou comprar novas máquinas.

Capacidade produtiva efetiva

A diferença dessa análise é que dessa vez é levado em conta um planejamento de perdas previsíveis, como por exemplo, manutenções, setup, troca de colaboradores, amostragem etc.

Por exemplo, se você consegue determinar que a sua indústria possui uma perda diária de 5% com os itens acima, a capacidade produtiva efetiva da fábrica seria de 152 cadeiras.

Capacidade produtiva realizada

Aqui é levado em conta também as perdas não previstas na capacidade produtiva efetiva. Ou seja, problemas que acabam ocorrendo sem a previsão da equipe de gestão. Como por exemplo: quebra de máquinas, falta de energia, problemas com operadores, problemas de qualidade etc.

Uma sugestão para fazer esse cálculo é analisar o histórico de perdas não previstas da indústria, dessa forma você terá pelo menos uma ideia da capacidade produtiva realizada.

Utilizando um software de gestão para analisar a capacidade produtiva da sua indústria

O método mais assertivo para identificar a sua verdadeira capacidade produtiva é utilizar um software de gestão industrial.

No Nomus ERP Industrial você consegue saber como está sendo utilizada a capacidade de suas máquinas centros de trabalho e de toda a sua fábrica.

Exemplo de Análise de utilização da capacidade no software Nomus ERP Industrial
Exemplo de monitoramento de recursos no Nomus ERP Industrial

Se você ainda não utiliza um software com essas funcionalidades integradas a sua produção, recomendo que assista uma demonstração do Nomus ERP Industrial e veja na prática como a ferramenta funciona.

Fique a vontade para entrar em contato caso tenha alguma dúvida e poderei ajudar a sua equipe.

Software ERP Para controle da producao

Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.



Receba no seu email.

Os melhores artigos, ebooks e planilhas de gestão da produção industrial, gratuitamente, no seu email.



Software ERP para sua indústria: Nomus ERP


Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam

Read previous post:
Registro 0150
O que é o Registro 0150 – Tabela de cadastro de participante?

Neste artigo vamos ver os detalhes sobre o que é o Registro 0150, para que serve e um exemplo prático....

Close