ERP: o que é, para que serve, como funciona e exemplos

Atualizado em 18/03/21 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Processos e Organização

Comprar ERP

ERP (Enterprise Resource Planning) é um sistema de gestão integrado que consegue organizar diversas áreas de uma empresa em um só sistema, gerenciando os dados da empresa em um banco de dados único. Isso permite automatizar processos e cria uma visão geral muito mais confiável para a tomada de decisão dos gestores.

Com o mercado cada vez mais competitivo e a tecnologia avançando rapidamente, criou-se um efeito interessante. O preço dos ERPs se tornou mais acessível e os gestores estão procurando cada vez mais esse tipo de solução.

Em uma indústria o ERP se mostra ainda mais fundamental para o sucesso da gestão do negócio, já que existem mais processos e normalmente são mais complexos do que os demais segmentos.

Pensando nisso, preparamos este guia completo explicando o que é o ERP, para que serve, como funciona e exemplos práticos da ferramenta. Vamos lá:

O que é um sistema ERP e para que serve?

Como falei anteriormente, um ERP é um sistema de gestão capaz de controlar diversas áreas da empresa de forma integrada, aumentando a produtividade da empresa e a confiabilidade das informações.

O ERP serve para otimizar processos, integrar as diferentes áreas da empresa e centralizar todas as informações em um sistema único, onde o gestor pode acompanhar o andamento do negócio e tomar as decisões mais assertivas.

A ideia é que a empresa que possui um ERP consiga ter um fluxo de trabalho muito mais ágil e confiável, já que ao invés de cada área utilizar um sistema diferente, é utilizado um sistema só de forma centralizada.

Por exemplo, o setor de vendas pode criar um pedido de venda no ERP, esse pedido vira uma ordem de produção e o setor de produção faz a requisição de materiais no mesmo sistema, o operador faz o apontamento da produção na tela de chão de fábrica, o pedido então vai para a conferência na expedição e depois pode ser faturado. Tudo em um só sistema.

Quais são os principais benefícios do ERP?

Não é atoa que o ERP está ganhando cada vez mais espaço nas empresas de todo mundo, já que lista de benefícios de um sistema como esse é vasta.

Otimizar processos

Ao implantar um sistema integrado a empresa consegue otimizar seus processos de forma significativa.

Isso porque a centralização automatiza boa parte dos processos e ainda reduz drasticamente a chance de erros.

Confiabilidade das informações

Diferente de uma pilha de papeis ou um monte de planilhas, um ERP é capaz de centralizar todas as informações da empresa em uma base de dados única e atualizada.

Isso reduz o retrabalho, elimina erros humanos através de validações e toda as informações muito mais confiáveis para que a diretoria possa tomar decisões acertadas.

Indicadores de desempenho e Dashboards

Como o sistema consegue centralizar as informações, é possível criar indicadores de desempenho e dashboard com o resultado da empresa em diversos setores.

Com isso é possível ter uma ideia muito melhor na hora de planejar os períodos futuros e também na hora de determinar um prazo de entrega para seus clientes.

Manter a empresa atualizada

Com um sistema atualizado a empresa consegue acompanhar as mudanças na legislação e também nos requerimentos de clientes.

Além disso, o sistema pode proteger que a sua empresa cometa erros na hora de se adaptar as mudanças.

Aumentar a produtividade

Com processos otimizados, maior controle e mais confiança nos dados, é natural que a empresa consiga um aumento de produtividade geral.

Com o sistema a empresa reduz o retrabalho, identifica gargalos (que podem ser mitigados) e ainda é capaz de identificar quais são os colaboradores e máquinas com melhor desempenho.

Casos reais

Para ter uma noção mais prática, recomendo que assista um caso de sucesso onde um ERP pode ajudar a melhorar os resultados de uma empresa, confira:

É possível ver mais vídeos como esse na página de cases de sucesso do Nomus ERP Industrial.

Como o ERP funciona?

Normalmente uma empresa quando não possui um ERP acaba fazendo a sua gestão através de planilhas de excel, documentos diversos ou utilizando um conjunto de softwares.

O problema desse tipo de gestão é que as informações não são atualizadas frequentemente, estão expostas a erro humano e geram bastante retrabalho quando o gestor precisa acessar diversas planilhas ou sistemas para entender como está o andamento da empresa.

No final do dia as informações simplesmente não são confiáveis e os diretores da empresa acabam tomando decisões baseadas no achismo e no escuro.

Isso pode levar a decisões absurdas, como empresas que vendem produtos com prejuízo porque não calcularam corretamente o custo de fabricação daqueles produtos.

Com o ERP

O ERP chega para organizar essa “bagunça” de dados espalhados e perdidos, centralizando as informações mais importantes em um banco de dados mais confiável e fácil de usar.

Através dos seus módulos, cada área da empresa utiliza o sistema para realizar e registrar suas atividades, acelerando os processos diários e registrando tudo de forma automática e confiável.

Como o ERP é um sistema modular, a empresa pode implantar os módulos que mais fazem sentido para a sua operação, moldando o sistema para melhor atender a sua realidade.

Quais são os principais módulos de um ERP?

Como falei no artigo módulos de um ERP, os módulos são conjuntos de funcionalidades organizados por categorias.

Os ERPs podem possuir uma grande variedade de módulos, entretanto, existem alguns que são muito valiosos e a sua empresa deve sempre verificar se o fornecedor de ERP que está pesquisando possui essas funcionalidades.

Aqui estão os módulos que normalmente são os mais utilizados por indústrias e uma explicação bem resumida de cada um deles:

  • Engenharia: aqui a empresa pode cadastrar seus produtos e configurações.
  • CRM: serve para gerenciar os processos comerciais e administrativos de forma ágil e visual.
  • Vendas e faturamento: organiza todo o processos de vendas e geração de notas fiscais.
  • Produção: oferece o controle de produção, como lista de materiais, geração de ordens e reporte da produção.
  • MRP II: ajuda a planejar a produção e a compra dos materiais necessários para produzir.
  • Estoque: auxilia toda a gestão de estoque de forma integrada com compras, produção e vendas.
  • Compras: gerencia os processos de compra e recebimento de materiais.
  • Programação Fina: serve para montar a programação da produção do período e assim definir prazos de entrega precisos.
  • Chão de Fábrica: fundamental para indústrias, esse módulo serve para controlar todo o chão de fábrica, como apontamentos da produção, roteiros, requisições etc.
  • Custos: serve para gerenciar os custos da produção e dos produtos fabricados.
  • Financeiro: auxilia em toda a gestão financeira da fábrica, como contas a pagar e receber, conciliações, boletos etc.
  • SPED: ajuda a montar o Bloco K do Sped integrado a produção e estoque, estando em sua empresa ou em poder de terceiros.
  • Dashboard: painéis de indicadores de desempenho para ter uma visão, muito mais rápida e descomplicada, dos resultados da empresa.
  • Expedição: auxilia toda a expedição de produtos através da leitura de códigos de barras.
  • Documentos: controla toda a gestão de documentos da empresa, desde a geração, armazenamento e entrega.
  • Databook: serve para gerar databooks integrados as demais áreas da empresa de forma descomplicada.
  • Qualidade: permite o controle de qualidade total dos produtos fabricados, identificando não conformidades e outros pontos da gestão da qualidade.
  • Projetos: auxilia todos os passos da gestão de projetos da empresa de forma colaborativa.
  • Suporte: ajuda a empresa que está utilizando o ERP a resolver possíveis problemas e dúvidas com a ferramenta.

Caso de fato a sua empresa seja uma fábrica, preste atenção pois muitos destes módulos não estão disponíveis em ERPs mais simples.

Exemplo de ERP

Irei o Nomus ERP Industrial como exemplo, aqui estão algumas telas do sistema para que você tenha uma ideia de como funciona:

Demonstração

É possível assistir uma demonstração do sistema aqui.

Além disso, neste webinar eu mostro ao vivo um pouco de como funciona a produção e a rastreabilidade no Nomus ERP industrial, confira:

Como comprar o melhor ERP para sua empresa

Na hora de escolher um ERP para a empresa, muitos gestores tem dificuldade para tomar a decisão final.

Mas também não é para menos, escolher um ERP é uma decisão importante, já que se não for uma escolha bem feita, a empresa terá um trabalho “doloroso” de trocar de sistema.

Para ajudar o gestor a fazer a escolha certa na hora de comprar um ERP, preparamos uma lista com dicas, confira:

1. Que tipo de ERP escolher?

O primeiro passo é determinar que tipo de ERP a empresa está buscando contratar. Hoje em dia existem uma infinidade de sistemas no mercado e se você não definir bem o que quer, poderá ficar perdido ou não ser totalmente atendido.

Se você trabalha na indústria, lembre-se que boa parte dos sistemas disponíveis no mercado não atendem toda a demanda da gestão de uma fábrica. Por isso, atenção redobrada na hora de escolher seu sistema.

2. ERP em nuvem ou local?

Apesar da escolha com o melhor custo x benefício ser o ERP em nuvem, o gestor precisa avaliar se a região onde a empresa fica possui uma internet confiável, ou se é possível assinar mais de um serviço de internet para garantir o acesso caso um falhe.

Caso a empresa fique muito afastada e com um sinal de internet muito ruim, talvez seja mais vantajoso um sistema com tecnologia web mas que também possa ser usado localmente, como é o caso do Nomus ERP Industrial.

3. Usabilidade é boa?

Um ponto importante que as vezes é negligenciado por consultores e gestores na hora de comprar um ERP é a usabilidade do sistema.

É fundamental que o sistema seja fácil de usar, intuitivo e moderno. Afinal, com isso a implantação será mais rápida, mais barata e irá gerar menos resistência da equipe na hora de utilizar a ferramenta.

4. O ERP é atualizado?

A tecnologia e as leis mudam em uma velocidade muito acelerada. Por isso é muito importante que o ERP escolhido consiga evoluir tão rápido quanto.

Caso o sistema não seja atualizado frequentemente, ele logo ficará ultrapassado e a sua empresa pode estar perdendo dinheiro.

5. Tem uma demonstração disponível?

Desconfie de sistemas que tentam esconder a plataforma funcionando no dia a dia.

É importante que você veja uma demonstração do ERP em funcionamento para entender na prática como será o uso da ferramenta.

6. o ERP integra as áreas da empresa?

Verifique como funciona a integração das diferentes áreas da empresa e se ela acontece de forma amigável e fluida.

A ideia é que o ERP traga integração e facilidade para a sua empresa e não retrabalho e burocracia.

7. O suporte é acessível?

Quando as coisas dão errado é fundamental que a sua empresa seja bem atendida. Por isso, não espere um problema acontecer para verificar como é o suporte da empresa de ERP.

Avalie os pontos:

  • O acesso ao suporte é fácil de achar ou está escondido no site?
  • Quais são os canais do suporte? ( O ideal é telefone, chat e tickets)
  • A empresa utiliza indicadores de desempenho para avaliar e melhorar o suporte?
  • Teste o suporte da empresa tentando entrar em contato e veja como será o atendimento.

Veja mais sobre esse tópico em: Como avaliar o suporte no ERP que está pensando em comprar

8. A implantação é boa?

Por fim, de nada adianta uma boa ferramenta se você e a sua equipe não souberem utilizá-la de forma otimizada.

Por isso, verifique como é feita a implantação da ferramenta e se o método aplicado pelo fornecedor de ERP é compatível com a realidade do seu negócio.

Conte com a ajuda da Nomus

Agora que você já sabe o que é ERP e para que ele serve, ofereço a ajuda da Nomus para que a sua empresa tenha os melhores resultados com esse sistema.

O Nomus ERP Industrial é um sistema ERP projetado por engenheiros de produção e totalmente focado na gestão de pequenas e médias indústrias. Ele é capaz de atender a maior complexidade da gestão de uma fábrica com um investimento acessível.

Para conhecer mais sobre o sistema, recomendo que acesse:

Fique a vontade para entrar em contato conosco caso tenha alguma dúvida, um especialista ficará feliz em ajudá-lo.

Um abraço e até a próxima!

Nomus ERP Industrial

Compartilhe esta matéria:


Tags:




Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo: