Gestão integrada: o que é, como funciona e como colocar em prática

Atualizado em 21/02/20 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Processos e Organização

Nomus ERP Industrial

A gestão integrada é uma forma de gestão onde os diferentes setores de uma empresa são administrados de forma unificada. Isso facilita a administração dos dados e a tomada de decisão dos gestores.

Quando o assunto é uma indústria, a gestão integrada é ainda mais importante, já que a maioria dos sistemas de gestão disponíveis no mercado não atendem as demandas da produção e do chão de fábrica.

Neste artigo você vai entender:

  • O que é gestão integrada e como funciona um sistema de gestão integrado
  • Quais são os benefícios da gestão integrada
  • Como implantar a gestão integrada na sua empresa
  • Como escolher o sistema de gestão integrada certo para sua empresa

Com isso você pode:

  • Melhorar a gestão da sua empresa
  • Melhorar a tomada de decisão
  • Reduzir perdas e riscos
  • Aumentar o lucro e a produtividade

Parece vantajoso, certo? E realmente é. Então vamos comigo entender como funciona e como aplicar a gestão integrada na sua fábrica:

O que é gestão integrada?

Como falamos anteriormente, a gestão integrada é o ato de gerenciar os diferentes setores da sua empresa de forma conjunta e centralizada.

A ideia aqui é obter os dados de diferentes áreas da empresa e centralizá-los em um só local, onde é possível ter uma visão da empresa e seus processos de forma muito mais completa.

Dessa forma o gestor pode entender melhor como está o verdadeiro desempenho da sua empresa e assim tomar as decisões necessárias para melhorá-la.

O que é sistema de gestão integrada?

Para colocar em prática, o mais comum nos tempos de hoje é utilizar um chamado sistema de gestão integrada.

Trata-se de uma ferramenta capaz de fazer na prática o que definimos anteriormente.

Em um exemplo prático de uma indústria com um sistema de gestão integrada, o gestor teria acesso a:

  • Dados da negociação comercial
  • Que geram um pedido de venda
  • Que geram uma ordem de produção
  • Que geram requisições de materiais
  • Que geram um produto para o estoque
  • Que geram um pedido de expedição

Vale lembrar que este foi apenas um exemplo, mas dá para entender que o sistema seria capaz de acompanhar, mensurar e controlar as diferentes etapas do processo da empresa.

Isso é especialmente importante para indústrias, já que a maioria das empresas de comércio e serviço não possuem processos tão complexos e por isso a maioria dos sistemas não atendem essa demanda.

Se você gerencia uma indústria, recomendo que leia esse texto até o final para entender quais são os principais pontos na hora de escolher um sistema de gestão integrada para uma fábrica.

Principais benefícios da gestão integrada

O principal benefício da gestão integrada é um maior controle da empresa, que permite uma melhor tomada de decisão.

Entretanto, esse não é o único benefício de possuir esse tipo de gestão. Irei listar os principais benefícios diretos, confira:

Redução de retrabalho

O primeiro benefício sentido após implantar uma gestão integrada é a redução de retrabalho, já que as informações da empresa estão conectadas o tempo todo.

Ou seja, não é necessário ficar editando ou levando dados de um local para outro manualmente. Sendo assim, sua equipe pode focar em outras atividades mais importantes.

Confiabilidade das informações

Com menos edições e retrabalhos, os documentos da empresa serão mais confiáveis e seguros. 

Afinal os dados não precisarão ser copiados de um lugar para o outro e as chances de erros e perdas são bem menores.

Dependendo do sistema escolhido pela sua empresa, alguns dos dados não precisarão nem mesmo serem preenchidos por pessoas, mas sim automaticamente pelo software.

Com isso a confiabilidade aumenta para diversas tarefas importantes, como a tomada de decisão e para atender o Sped Fiscal, como o Bloco K.

Controle de estoque

Uma das áreas que mais demandam organização e integração é o estoque. E ele é justamente um dos mais beneficiados da gestão integrada.

Com um sistema integrado de estoque, vendas, compras e produção, a sua fábrica pode ter um controle muito maior de todos os itens que entram e saem do estoque.

Isso reduz perdas, organiza o estoque e aumenta a produtividade geral da empresa.

Redução de custos

A redução de perdas, retrabalho, erros, multas e atrasos geram uma redução de custos gerais para a empresa que utiliza a gestão integrada.

Isso porque o processo se torna muito mais simples e confiável, centralizado em um local onde o gestor pode identificar e melhorar seus gargalos.

Padronização e otimização de processos

Com a gestão integrada, as diferentes áreas da empresa trabalham de forma conectada, alimentando um sistema geral, capaz de controlar todas as etapas do processo.

Com isso cada pessoa pode focar em sua atividade e o gestor pode ter uma visão global do negócio.

Aumento da produtividade

Todos esses benefícios geram um aumento de produtividade natural para toda a empresa, já que todo o processo será mais simples, padronizado e eficaz.

Além disso, em um bom sistema de gestão integrada é possível medir a produtividade de máquinas e colaboradores, gerando um rank para ser usado na meritocracia da equipe.

Como implantar a gestão integrada

Para usufruir desses benefícios e colocar em prática a gestão integrada na sua empresa, é preciso escolher um sistema de gestão que atenda as principais áreas da sua operação.

Como o nosso foco é nas indústrias, o ideal é que a sua empresa conte com a ajuda de uma empresa especializada no setor.

Isso porque a indústria normalmente possui demandas de gestão e controle muito diferentes de uma empresa de serviços ou de comércio.

Como escolher um sistema de gestão integrada para sua indústria

Abaixo irei listar quais são as principais características que você deve buscar em um sistema de gestão integrada para sua empresa. 

1. Certifique-se que a ferramenta atende o setor industrial

Como falei anteriormente, é fundamental que o seu fornecedor de sistema entenda muito bem o setor industrial. Caso contrário, as chances de problema são muito grandes.

Muitos fornecedores de ERP e outros sistemas vendem soluções de baixo custo que no final não são capazes de atender as demandas de uma indústria.

Isso acaba saindo muito caro para o gestor, já que o processo de troca de sistema não é algo simples e nem barato.

O ideal é buscar uma solução como o Nomus ERP Industrial, que é especializado na gestão de indústrias.

2. Cheque a tecnologia utilizada pelo sistema

O mundo tecnológico está em constante evolução. Então é preciso se certificar que o seu fornecedor de sistema possui tecnologia de ponta e uma rotina de atualização frequente.

Como o mundo mobile está em ascensão, o ideal é um sistema com tecnologia Web em nuvem, capaz de ser acessado por computadores, mas também por dispositivos móveis, em qualquer lugar e a qualquer momento.

3. Funcionalidades importantes

Abaixo irei listar algumas das funcionalidades importantes para a maioria das indústrias:

  • Vendas e faturamento
  • Prestação de serviços
  • Gestão financeira
  • Compras e recebimentos
  • Importação de produtos
  • Controle da Produção
  • Produção em/para terceiros
  • Controle de estoque
  • Bloco K
  • Plano de produção e MRP
  • Controle do chão de fábrica
  • Programação da produção
  • Custeio Padrão/Real
  • Integração com a contabilidade
  • Controle da qualidade
  • Gestão de documentos
  • Databooks
  • Controle da expedição
  • Gestão de projetos
  • CRM

4. Avalie o suporte

Não espere até ter um problema para conhecer o suporte da empresa fornecedora de sistema. Busque conhecer como a empresa atende seus clientes quando problemas acontecem.

Alguns pontos a se checar é se a empresa oferece:

  • Atendimento via telefone
  • Atendimento via chat
  • Controle de atendimentos via ticket

Esses detalhes são fundamentais, já que problemas provavelmente acontecerão e o seu fornecedor deverá ser capaz de atender a sua empresa da melhor forma possível.

Veja mais sobre avaliação do suporte no ERP no artigo: Como avaliar o suporte no ERP que está pensando em comprar

Conte com a ajuda da Nomus

Agora que você já sabe o que é, quais são os benefícios e como colocar a gestão integrada em prática, convido você a conhecer o Nomus ERP Industrial.

Esse é o sistema ERP completo e integrado, projetado pelos engenheiros de produção da Nomus, para atender a gestão de indústrias.

Assista uma demonstração prática da ferramenta e entenda como o sistema funciona hoje mesmo.

Fique a vontade para entrar em contato conosco caso tenha alguma dúvida ou sugestão.

Software ERP Para controle da producao

Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.