Defina a política de remuneração de sua indústria

Atualizado em 8/04/20 - Escrito por Thiago Leão com colaboração de Karina Gomes na(s) categoria(s): Custos e Finanças / Estratégia / Processos e Organização / Recursos Humanos

Gestão financeira

Neste blog, há diversos artigos sobre estímulo dos colaboradores de uma indústria e aumento da produtividade da equipe. Porém, um fator muito importante para a relação da fábrica com os funcionários é a política de remuneração. Como definir o salário dos colaboradores? Quais são os critérios para remunerar cada cargo?

Enumeramos 5 passos para você tomar essa decisão da melhor forma e mais um bônus! Confira:

1. Definição da responsabilidade do cargo

Como primeiro passo, enumere a responsabilidade e o grau de dificuldade da função. Para isso, faça uma lista com a atribuições e os requisitos para cada cargo que se pretende analisar, além do impacto que essa posição terá no resultado da indústria.

Feito isso, é recomendável iniciar um estudo de indústrias do mesmo segmento e a remuneração que estão estipulando para tal ofício.

Leia mais:  Passo a passo para formar uma equipe madura para o seu projeto

2. Definição ou afirmação da cultura organizacional da indústria

A cultura organizacional consiste em todos os valores, crenças, procedimentos e regras de sua indústria, e esse conjunto deve ser levado em conta nessa determinação da política de remuneração.

Estabeleça as prioridades da fábrica, como por exemplo trabalho coletivo ou esforço individual, criatividade ou conformidade, o perfil de comportamento que a indústria deseja estabelecer entre os funcionários e quais atitudes não são toleráveis.

Leia mais: Defina a cultura organizacional e eleve sua indústria para outro patamar

3. Criação da própria estratégia

Apesar de no item 1 haver uma dica para analisar a concorrência, sua indústria não deve copiar o que é feito por outras, mas apenas ter uma base para a produção da sua própria política de remuneração. Isso é importante porque para a estratégia dar certo, precisa dialogar com a cultura da empresa, mencionada anteriormente, e ser compreendida por todos os colaboradores, ao mesmo tempo em que deve funcionar como um estímulo para a melhoria contínua da conduta de cada um. Com isso, a equipe será estimulada a produzir melhores resultados e a indústria irá alcançar resultados cada vez maiores.

Leia mais: Como fazer a ponte entre operação e estratégia na sua indústria usando a gestão baseada em atividades

4. Definição da proporção entre salários

Outra etapa fundamental é a determinação da proporção que se deseja manter entre a remuneração fixa e a variável. A última se relaciona com metas, tanto as individuais, quanto as de determinado grupo e até de toda a indústria.

No estudo do salário para a mesma posição em indústrias do setor, pode ser adicionada a pesquisa de  qual é a política de remuneração das mesmas em relação aos honorários variáveis.

Leia mais: Como motivar a conquistar a parceria dos colaboradores de uma fábrica

5. Estabelecimento da posição da indústria

Assim como foi destacado sobre a cultura organizacional, entender a posição da sua indústria frente ao mercado é fundamental para a política de remuneração. Por quê? Simples: estabelecendo as condições e metas da indústria, é possível traçar o quanto pode pagar para cada cargo.

E como saber a posição de sua indústria? Traçando perfis como por exemplo:

  • O estágio de crescimento
  • O principal direcionador estratégico
  • O diferencial frente a concorrência
  • A importância do talento dos funcionários para o sucesso da indústria
  • A prioridade de investimento

Leia mais: 6 grandes desafios a serem superados para a sua indústria atingir o sucesso – Parte 1

6. Controle de todos os setores e atividades (bônus)

Após entender os processos para o estabelecimento da política de remuneração da sua indústria, é preciso colocá-los em prática e fazer com que todos compreendam e sintam-se devidamente recompensados por suas atividades na fábrica.

E qual é o próximo passo?

O gestor industrial precisa controlar todos os processos, a produtividade dos funcionários, além de traçar formas de melhoria dos procedimentos para que a indústria tenha mais lucro. E como fazer tudo isso de forma prática e eficiente?

O Nomus ERP Industrial é um software de  gestão completa para indústrias, controlando e aperfeiçoando faturamento, financeiro, estoques, produção e qualidade, tudo em um só lugar.

Com uma demonstração gratuita com um engenheiro de produção especialista em indústrias, você esclarece todas as dúvidas sobre o sistema e entende como sua indústria pode ser aprimorada com o mesmo. Agende agora mesmo e aumente o lucro de sua indústria!

Software ERP para controle financeiro

Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.


Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo:




Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam