Planejamento estratégico: o que é e como montar o seu (de forma simples)

Atualizado em 16/04/20 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Processos e Organização

Administração da produção

Planejamento estratégico é um plano para alcançar um objetivo, normalmente usado para planejar negócios e empresas. Ele deve conter as metas, dificuldades, oportunidades e plano de ação para colocar tudo em prática.

Normalmente quem pretende inciar um negócio pensa que o planejamento estratégico é algo complexo e trabalhoso. Muitas vezes até deixam essa tarefa tão importante de lado.

Nesse artigo vou desmistificar o planejamento estratégico e mostrar que na verdade ele é algo simples e que pode/deve ser colocado em prática por todos os gestores.

Após ler esse conteúdo o meu objetivo é que você consiga:

  • Determinar o que é planejamento estratégico
  • Entender todas as etapas do planejamento estratégico
  • Saber como colocar em prática e montar o seu próprio planejamento

Dessa forma a sua empresa:

  • Terá um objetivo determinado
  • Saberá quais os passos para atingir esse objetivo
  • Conseguirá crescer mais rápido sem desperdiçar oportunidades

Então vamos comigo entender melhor sobre o planejamento estratégico:

O que é planejamento estratégico?

No âmbito empresarial o planejamento estratégico é um plano com passos para alcançar um objetivo final.

Ou seja, é preciso imaginar como você deseja que a sua empresa esteja em 1, 2 ou 5 anos.

Esse documento precisa conter:

  • Metas
  • Dificuldades
  • Oportunidades
  • Plano de ação

É importante ressaltar que sem um destino, qualquer lugar está bom. Sendo assim, todo empreendedor precisa ter uma visão do futuro e o destino que pretende chegar.

Sem pensar no futuro, muito provavelmente o negócio não se manterá saudável e dificilmente irá crescer.

Como montar seu planejamento estratégico

Para começar a montar o seu planejamento estratégico sugiro que faça uma viagem mental e imagine como deseja que seu negócio esteja daqui a 2 anos.

Agora descreva esse estado em um documento, ele será o seu norte para montar as metas e o plano de ação para alcançá-las.

Mas atenção, lembre-se de ser realista e definir metas alcançáveis. Poucas coisas desmotivam mais do que metas inalcançáveis.

Definindo Metas

É preciso definir as metas para os 4 fatores mais importantes do negócio, sendo eles:

1. Faturamento

Determine quanto a empresa precisa faturar no período para alcançar o objetivo que deseja, no prazo que deseja.

Este na maioria das vezes é o fator principal, já que sem um bom faturamento, dificilmente a empresa se manterá de pé.

2. Funcionários

Agora é preciso determinar quantas pessoas serão necessárias para manter a operação rodando com qualidade.

Imagine um cenário realista e verifique se é possível terceirizar algumas operações.

3. Produção

Neste ponto você deve definir quantos produtos a sua empresa precisa fabricar e vender para alcançar as metas de faturamento.

Projete também qual espaço será necessário para realizar a operação, com máquinas, estoque e equipe.

4. Marketing

Por fim é preciso definir as questões comerciais para alcançar esse objetivo. Ou seja, qual o preço será cobrado pelo produto? Que tipo de parcerias e promoções serão feitas?

Metas alinhadas com o objetivo

Vale lembrar que as metas precisam ser:

  • Realistas e alcançáveis
  • Alinhadas com o objetivo final do planejamento estratégico

Ou seja, você não deve criar metas absurdas que muito dificilmente serão atingidas e nem metas que não sejam altas o suficiente para alcançar os objetivos finais do planejamento estratégico.

Por exemplo, se você deseja que a sua empresa fature 50 mil reais por mês, você precisa definir quantos produtos precisará vender para alcançar a meta.

Ao mesmo tempo é preciso saber quantos funcionários são necessários para fabricar essa quantidade de produtos.

Para fechar, é preciso vender esses produtos, então é necessário pensar em quais ações de marketing são necessárias para vender essa determinada quantia de produtos.

Uma dica para manter essas metas sempre visíveis é usar um canvas.

Dificuldades

Agora que você já pensou bastante na sua visão e nas suas metas para os próximos anos, chegou a hora de pensar no que pode te atrapalhar a chegar lá.

Ou seja, agora é o momento de pensar em todas as dificuldades e barreiras que você pode encontrar ao longo do caminho.

Faça uma lista e de dificuldade alinhada as metas, pensando o que pode impedir sua empresa de alcançar cada meta.

Isso serve para preparar seu plano de ação para resolver esses problemas antes mesmo que eles aconteçam.

Oportunidades

Agora chegou a hora de listar os pontos que podem ajudar a sua empresa a alcançar os objetivos e metas. Ou seja, as oportunidades que o seu negócio pode aproveitar ao longo do caminho.

Pense por exemplo na sua rede de contatos, existe alguém que pode te ajudar? Algum fornecedor que seja bom montar uma parceria mais forte?

Montar o plano de ação

A fase de preparação passou e agora chegou a hora da ação. Ou seja, depois de listar o objetivo, as metas, as dificuldades e as oportunidades, é preciso definir como você colocará tudo em prática.

Pegue a lista de problemas e pense em algumas soluções possíveis para cada um deles com os passos necessários para executá-los.

Liste também quais são as pessoas que vão ajudá-lo a resolver cada problema.

Por fim, faça o mesmo para as oportunidades listadas, já que elas também precisam de um plano de ação para serem aproveitadas.

Uma dica aqui é fazer um plano de ação apenas para as atividades que de fato você pode realizar e não em tudo que deveria ser feito.

Foque em um futuro próximo

Para fechar, lembre-se que o planejamento é importante mas o futuro é incerto. Sendo assim, não fique muito tempo planejando plano de ação para o longo prazo. Uma dica é focar nas próximas semanas ou meses.

Além disso, não tenha medo de mudar os planos caso apareçam novas oportunidades. O planejamento estratégico não deve ser escrito em pedra e deve se adaptar conforme as coisas vão acontecendo.

Inscreva-se no blog industrial

Se você gostou desse artigo, inscreva-se no blog industrial e receba dicas como essa toda semana no seu email.

Essa é a melhor forma de se manter atualizado no mundo da gestão industrial de forma gratuita.

Além disso, fique a vontade para assistir uma demonstração do Nomus ERP Industrial e veja como a ferramenta funciona.

Software ERP Para controle da producao

Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.


Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo:




Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam