Chão de fábrica: o que é e como aumentar a produtividade de pessoas e máquinas

Atualizado em 18/06/20 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Produção

Chão de fábrica

O chão de fábrica é o local onde ficam os funcionários e máquinas que de fato produzem os produtos de uma indústria.

No chão de fábrica é onde se encontra a linha de produção e as equipes que transformam as matérias-primas em produtos semiacabados e produtos acabados.

Como já é possível imaginar, essa é uma das áreas de maior importância em uma indústria, já que é o coração do negócio.

Se o chão de fábrica não for bem otimizado, sua empresa pode ter problemas como:

  1. Perda de produtividade de operadores e máquinas
  2. Não conseguir medir o custo e o tempo de produção dos seus produtos
  3. Não conseguir localizar ordens de produção no chão de fábrica
  4. Não ter controle da produção diária

Por outro lado, uma boa gestão do chão de fábrica pode trazer benefícios como:

  • Avaliar os recursos mais sobrecarregados e mais ociosos da fábrica
  • Planejar o chão de fábrica
  • Acompanhar o andamento da produção
  • Monitorar os recursos da fábrica em tempo real
  • Estabelecer políticas de premiação de funcionários
  • Analisar a produção por recurso

Nesse artigo vamos ver como melhorar a gestão do chão de fábrica para aumentar a produtividade e otimizar os custos da sua produção. Vamos lá:

Por que controlar o chão de fábrica em tempo real é importante?

Se uma fábrica pretende crescer, uma das primeiras ideias que vem a mente do gestor é comprar mais máquinas e contratar mais colaboradores.

Mas será que isso realmente garante um lucro maior?

Por outro lado, quando uma fábrica está passando por uma crise é preciso otimizar todos os recursos e reduzir os custos.

Antes de pensar em comprar mais máquinas e contratar mais funcionários, pode ser que a verdadeira forma de gerar mais produtos e reduzir custos seja em uma melhor gestão do chão de fábrica.

Vamos entender melhor. Faça uma avaliação da sua empresa atual e veja se consegue responder as seguintes perguntas: (Lembre-se de ser honesto, afinal se não for, a sua empresa que será prejudicada)

  • Você sabe quantas peças cada máquina produz por hora?
  • Você sabe das horas disponíveis, quanto tempo a máquina está produzindo e quanto tempo ela fica parada?
  • Você tem controle de cada etapa do processo produtivo e sabe quando cada operação é finalizada e o tempo real de produção?

Caso você não tenha todas as respostas, as chances são que haja bastante espaço para melhorias na sua empresa.

Com um controle do chão de fábrica em tempo real, sua indústria consegue atender as perguntas acima e fica muito mais preparada para crescer ou superar tempos de crise.

Ao otimizar o seu chão de fábrica sua indústria pode, por exemplo:

  • Gerar mais resultados com a mesma capacidade produtiva
  • Reduzir perdas na produção e custos fixos e variáveis
  • Identificar gargalos na produção
  • Identificar máquinas e colaboradores ociosos
  • Rastrear produtos em produção
  • Motivar a equipe com meritocracia, bônus e ranks
  • Planejar o crescimento da empresa

Como podemos ver, a boa gestão do chão de fábrica traz diversos benefícios para uma indústria e pode salvar a sua empresa de fazer investimentos ruins.

Benefícios de um sistema de PCP para o chão de fábrica

Além dos benefícios citados acima, o Engenheiro João Pimenta listou também os benefícios em controlar o chão de fábrica usando um sistema de PCP, como o Nomus ERP Industrial.

Avaliar os recursos mais sobrecarregados e mais ociosos da fábrica

Utilizando o sistema PCP para realizar o apontamento no chão de fábrica, é possível avaliar os recursos mais ociosos como também os mais sobrecarregados da empresa.

A vantagem disso é que você poderá avaliar como utilizar melhor os recursos da sua fábrica.

Planejar o chão de fábrica

Com o sistema de apontamento de produção implantado, sua empresa pode planejar toda a produção, separando as operações pendentes por recurso produtivo.

A vantagem desse ponto é que permite diminuir o tempo ocioso dos colaboradores e máquinas da sua indústria. Isso permite que seja definido exatamente o que precisa ser feito no chão de fábrica.

Acompanhar o andamento da produção

O sistema de apontamento PCP também permite que a sua indústria saiba exatamente qual é o andamento de cada ordem de produção.

Isso evita que sua equipe perca o controle de ordens atrasadas e outros problemas na produção.

Monitorar os recursos da fábrica em tempo real

É possível também saber, em tempo real, o que está acontecendo em cada uma das máquinas do seu chão de fábrica.

Isso permite que você tome atitudes rápidas, como por exemplo:

  • Identificar máquinas pouco produtivas ou paradas
  • Gerenciar não conformidades
  • Detectar eventualidades que podem atrapalhar sua produção

Estabelecer políticas de premiação de funcionários

Com o sistema PCP e apontamento bem implantado, sua fábrica também pode aumentar a produtividade dos operadores e assim promover incentivos ao bom desempenho, distribuindo premiações para os colaboradores que mais se destacarem.

Isso permite que implementem um sistema para competição saudável dentro da fábrica que pode aumentar bastante o resultado da equipe.

Analisar a produção por recurso

Para fechar, o sistema PCP com apontamento permite que a sua fábrica analise a produção por recurso e por períodos desejados.

Assim é possível gerar relatórios de desempenho e estatísticas com diversos dados. Isso leva a uma tomada de decisão mais assertiva na gestão da empresa.

Como otimizar o chão de fábrica

Agora que entendemos os benefícios de possuir um bom controle do chão de fábrica, vamos as dicas para tirar essas ideias do papel e colocá-las em prática na sua empresa.

1º passo: você precisa implantar um sistema de gestão do chão de fábrica

O primeiro passo para começar a otimizar o seu chão de fábrica é conseguir mensurar o seu desempenho.

Você precisa entender o que acontece na fábrica para poder identificar onde estão os problemas e então consertá-los.

Para fazer isso, um sistema M.E.S (Manufacturing Execution System) é a resposta ideal.

Alguns sistemas de gestão ERP especialistas em indústrias, como o Nomus ERP Industrial, já possuem as funcionalidades de um MES embutidas e permitem o controle do chão de fábrica em tempo real.

Mas afinal, o que esse sistema de gestão do chão de fábrica faz?

Coleta de dados:

  • Coletar informações sobre todas as atividades ocorridas no chão de fábrica. Como produção, paradas, quebras, requisições etc
  • Coletar o tempo real de produção
  • Coletar o tempo que cada máquina ficou parada
  • Coletar as causas dessas paradas
  • Coletar quantas peças foram produzidas

Gestão integrada

As informações coletadas no chão de fábrica devem ser integradas com os outros sistemas utilizados pela sua fábrica. Isso é a gestão integrada.

Caso o seu ERP não tenha um módulo de controle de produção como o ERP Industrial possui, é importante que faça uma integração entre os sistemas.

Somente assim o gestor consegue ter uma ideia mais global de como está a situação da fábrica para tomar decisões mais assertivas.

Análise de dados

O seu software de gestão precisa gerar informações certas para as pessoas certas na hora certa.

Ou seja, é fundamental que possua relatórios e gráficos com a eficiência de cada máquina e posto de trabalho.

Além disso, é importante que esses dados sejam em tempo real ou atualizados frequentemente.

2º passo: implantar o apontamento da produção no seu chão de fábrica

O apontamento de produção é o registro de tudo que acontece durante o processo produtivo.

Idealmente esse apontamento deve ser feito no seu sistema de gestão, para assim possuir uma base de dados única e confiável.

A ideia é o operador registrar sempre que iniciar, interromper ou concluir uma atividade. Dessa forma o gestor consegue ter um controle de tudo que está acontecendo na fábrica em tempo real.

Apontamento do chão de fábrica em tempo real
Tela de apontamento de produção no sistema ERP Industrial

Os benefícios são muitos, como por exemplo:

  • Conhecer os tempos reais de produção e os custos reais de fabricação de seus produtos.
  • Localizar ordens de produção e pedidos de venda no chão de fábrica com facilidade.
  • Saber o que está acontecendo em cada máquina em tempo real e com isso ter a possibilidade de tomada de ação imediata para corrigir problemas.
  • Obter total controle sobre a produção diária informada.
  • Aumentar a produtividade de máquinas analisando os motivos mais comuns de parada.
  • Aumentar a produtividade de operadores com a criação de programas de motivacionais para avaliação de desempenho.

Para entender melhor como implantar o apontamento da produção na sua fábrica, recomendo que leia: 9 dicas para implantar o apontamento no chão de fábrica

3º passo: eliminar problemas comuns que prejudicam o chão de fábrica

O próximo passo é eliminar ou reduzir problemas comuns que prejudicam o desempenho de boa parte das empresas.

Vou listar os problemas mais frequentes e você deve avaliar se é possível melhorar essas questões na sua empresa, confira:

  • Tempos de preparação prolongados – busque reduzir o tempo de setup ou preparação das etapas da sua produção.
  • Falta de manutenção – você deve aplicar o tipo de manutenção recomendado para cada tipo de equipamento. Seja ela a manutenção preventiva, preditiva ou corretiva
  • Falta de treinamento da equipe – funcionários mal treinados podem gerar diversos problemas e falhas na produção
  • Falta de avaliação de desempenho – é preciso medir o rendimento de seus colaboradores e máquinas
  • Planejamento da produção equivocado – sem um planejamento adequado é improvável que o seu chão de fábrica será otimizado
  • Local de trabalho desorganizado – é preciso organização se deseja padronizar processos para então melhorá-los
  • Perdas de materiais – é preciso controlar e reduzir as perdas para ter uma melhor gestão de materiais.

Veja também: Tudo sobre sistema para o planejamento da produção

4º passo – melhorar o layout do chão de fábrica

O layout industrial é a organização do espaço do chão de fábrica, considerando o tamanho das máquinas, o espaço necessário para operá-las, a trajetória dos funcionários e os corredores de matéria prima.

Muitas vezes é possível alcançar grandes melhorias com uma mudança no layout industrial.

Essa é uma atividade muitas vezes negligenciada e subestimada.

Um bom exemplo é no filme Fome de poder, que conta a história do mcdonalds e mostra como os idealizadores do restaurante fizeram todo o desenho da lanchonete, do posicionamento das máquinas e dos funcionários.

O ideal é que você estude o assunto para entender como planejar o layout do seu chão de fábrica e como extrair a maior produtividade dele.

Para otimizar o seu layout industrial, recomendo que baixe esse ebook – PLANEJAMENTO DE LAYOUT, O guia para melhoria nas operações.

5º passo – implementar a meritocracia

Com o controle do chão de fábrica implantado, é possível gerar painéis de desempenho confiáveis listando o desempenho de cada colaborador e máquina.

Essa informação permite que você crie programas de recompensas e premiações para os funcionários com bom desempenho.

Isso torna a sua equipe mais produtiva e cria uma concorrência sadia que pode aumentar muito a produtividade geral da empresa.

6º passo – Usar ferramentas de gestão

Para fechar, outro passo que você deve seguir para melhorar a gestão da sua indústria é usar ferramentas de gestão para melhorar os processos

Algumas ferramentas que posso recomendar são:

Kanban

Kanban é um termo em japonês que significa cartão ou quadro de sinais e ficou conhecido por ser uma metodologia de gestão visual, com cartões de informações que registram as ações da indústria.

Veja mais: Kanban: o que é e como funciona o sistema

Ciclo PDCA

Ciclo PDCA é uma ferramenta de gestão que significa Plan, Do, Check, Act (em português: Planejar, Fazer, Checar e Agir) e tem como objetivo a melhoria contínua em processos.

O PDCA é capaz de planejar ações, aplicá-las na prática, evitar falhas e problemas, solucionar os que acontecerem e então analisar os resultados.

Veja mais: Ciclo PDCA: o que é e como usar

Diagrama de Ishikawa

O Diagrama de Ishikawa (conhecido também por Diagrama de Causa e efeito ou Diagrama de espinha de peixe) é uma ferramenta visual para levantar todas as possíveis causas de um problema e assim descobrir quais são as verdadeiras causa-raízes do problema.

Veja mais: Diagrama de Ishikawa: o que é, como funciona e como fazer

DMAIC

DMAIC é uma sigla em inglês que significa define, measure, analyze, improve e control ( ou em português: definir, medir, analisar, melhorar e controlar) e representa um método de melhoria de processos composto por um roteiro que ajuda empresas a resolverem problemas.

Veja mais: DMAIC: significado, exemplo e como funciona o método

Coloque as melhorias em prática

Agora que você já viu de forma resumida como melhorar a gestão do chão de fábrica da sua empresa, recomendo que coloque tudo que conseguir em prática.

Para as tarefas que demandam mais conhecimento, recomendo que assista uma demonstração do sistema ERP Industrial e conte com a nossa ajuda.

Fique a vontade para entrar em contato caso tenha alguma dúvida ou sugestão.

Software ERP Para controle da producao

Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.


Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo:




Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam