Manutenção preditiva: entenda as vantagens para sua indústria

Atualizado em 28/08/18 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Manuteção / Processos e Organização

Ebook de manutenção industrial

Se você é dono de indústria com certeza uma de suas principais preocupações é aumentar seu nível de produtividade e otimizar seus processos. Porém, você já percebeu a importância da manutenção e, nesse caso especifico, da manutenção preditiva tem para o alcance desse objetivo?

A manutenção preditiva é uma das principais técnicas capazes de te oferecer segurança e resultados ao realizar seu planejamento. Está na hora de você saber tudo que essa metodologia tem a oferecer.

Nesse artigo você vai aprender o conceito de manutenção preditiva, suas vantagens, as técnicas que possibilitam sua execução e, principalmente, a forma ideal de começar a aplicá-la no seu negócio o quanto antes. Está preparado? Confira a seguir.

O que é manutenção preditiva?

Manutenção preditiva é uma técnica que tem por objetivo detectar a necessidade de manutenção em máquinas e equipamentos antes que eles falhem de fato. Ou seja, ela prevê essa falha antes de ela ocorrer e permite que seja consertada de forma estrategicamente planejada para não interferir no ritmo do processo produtivo.

Quais são as vantagens da manutenção preditiva?

Uma das primeiras vantagens que a manutenção preditiva oferece é que ela diminui bastante a ocorrência de falhas inesperadas que só podem ser resolvidas por manutenções corretivas não planejadas e emergenciais. Ou seja, ela evita que uma série de problemas seja desencadeada na sua produção ou no seu negócio.

Além disso, como suas máquinas passarão pela manutenção antes de quebrarem de fato, haverá o aumento tanto da vida útil desses equipamentos, quanto de sua produtividade.

A manutenção preditiva também é a grande responsável por eliminar a necessidade de inspeções.

Mas como isso é possível? Bom, a grande aliada da manutenção preditiva é a tecnologia. Isso quer dizer que ela é baseada em dados de monitoramento.

É através destas informações que você pode saber se o seu equipamento possui algum desgaste e que tipo de falha ele pode provocar.

Ou seja, não será necessário desmontar e remontar máquinas apenas para saber se elas estão em perfeito estado.

Basicamente, você tem a liberdade de avaliar e aplicar uma manutenção adequada em um momento pertinente para o ritmo da sua produção.

Por fim, uma das vantagens mais importantes da manutenção preditiva é que você garante uma redução de custos de manutenção de maneira significativa. Afinal, você já não correrá o risco de perder peças ou equipamentos chave para a sua produção, além de realizar manutenções extremamente otimizadas, estratégicas e calculadas.

Quais são as principais técnicas da manutenção preditiva?

Agora que você já conhece o que é manutenção preditiva e quais são as suas vantagens, chegou a hora de conhecer as suas principais técnicas. Confira a seguir!

Análise do estado das superfícies:

  • Controla o grau de desgaste dos equipamentos;
  • Pode ser feita por meio de exame visual, com o uso de lentes de aumento;
  • Os métodos mais precisos são a holografia, a endoscopia, a estroboscopia, o molde e a impressão.

Estudo das vibrações:

  • Realiza um levantamento das vibrações emitidas pela máquina e a evolução desse nível para prever o desgaste que elas podem provocar;
  • Acusa a existência de defeitos e falhas em engrenagens, acoplamentos, lubrificações e etc;
  • Feito por meio de captadores aplicados em pontos específicos das máquinas.

Análise estrutural:

  • Constata a existência de rachaduras, fissuras ou bolhas em equipamentos;
  • Utiliza métodos como a ecografia, a gamagrafia, a interferometria holográfica, a radiografia e a ultrassonografia.

Análise de fluidos:

  • Visa economizar no uso de lubrificantes indicando o tempo ideal para realizar a troca ou renovação de óleos;
  • Conta com análises que avaliam diversos índices de contaminação;
  • São realizadas técnicas de laboratório que regularizam o grau de contaminação e degradação de óleos para que não seja necessário trocá-los com tanta frequência.

Como a manutenção preditiva deve ser implantada?

Depois de conhecer o que é a manutenção preditiva e quais as suas vantagens, você deve estar se perguntando: o que fazer para começar ontem? Calma, como qualquer processo de melhoria contínua que se preze, a manutenção preditiva deve levar em consideração todo o contexto da sua indústria e seguir alguns princípios. Confira a seguir:

Considere a manutenção preditiva como uma filosofia a ser seguida

Você percebeu o quanto a manutenção preditiva é importante para que você realize um planejamento de manutenção assertivo para a sua empresa? Apesar disso, muitos gerentes de negócios tem receio de apostar nessa metodologia simplesmente por terem medo do desconhecido.

Muitas vezes a produção está indo bem e o gestor fica com a falsa sensação de que não há necessidade de atualizar seus processos. Isso é um erro comum, e é importante que você evite se deixar levar por essa linha de pensamento.

A manutenção preditiva precisa funcionar como uma filosofia na gestão da sua indústria. Ela será o meio pelo qual você alcançará cada vez mais produtividade e confiabilidade no seu processo produtivo.

Priorize as máquinas em que fará a implantação da manutenção preditiva

Análise do estado das superfícies, estudo das vibrações, análise estrutural e análise de fluidos: ufa! São muitas técnicas e para cada tipo de máquina uma pode ser mais adequada que a outra. Além disso, há um investimento a ser feito para a implantação de cada técnica em cada máquina.

Por isso, a recomendação é priorizar. Comece pela máquina mais crítica usando as técnicas mais indicadas para ela. Pode ser que faça sentido você começar com um grupo de máquinas. Mas, na maioria dos casos não é recomendada a implantação em todas as máquinas da sua fábrica simultaneamente. Talvez para algumas máquinas o melhor seja não fazer manutenção preditiva.

Essa priorização vai acelerar o retorno sobre o investimento na implantação da manutenção preditiva e vai ajudar a justificar um investimento incremental na medida em que os resultados aparecerem.

Conquiste dados confiáveis para a manutenção preditiva

No tópico anterior você pôde conferir várias técnicas utilizadas para mensuração de diversos tipos de indicadores. Essas informações serão cruciais e você precisará garantir que os dados obtidos sejam confiáveis. Portanto, invista em se aprofundar nessas técnicas e descobrir quais métodos são necessários e ideais para a sua indústria.

Lembre-se de que, neste momento, a tecnologia é a sua grande aliada. Sem ela, provavelmente nenhuma das previsões necessárias para a manutenção preditiva seriam possíveis. Considere o uso de softwares e aplicativos de gestão próprios para esse fim e aproveite as vantagens que essas inovações podem agregar.

Faça um bom planejamento para complementar a manutenção preditiva

Você deve utilizar essa metodologia para descobrir quais máquinas precisam de ajustes e o que está provocando essa necessidade. A partir dessas informações, o ideal é desenvolver um cronograma de manutenção com a mesma preocupação que você desenvolve o planejamento da produção.

Esse cronograma precisa incluir todos os equipamentos, os ajustes necessários, o tipo de manutenção que deve ser aplicado a eles, bem como o momento e a frequência ideais para a realização das manutenções.

No momento do planejamento da manutenção, inclusive, é importante que você destaque quais equipamentos são cruciais e precisam ser cuidados com maior prioridade. Garanta também que a equipe responsável pela manutenção esteja devidamente treinada para tal, ou promova autonomia em seus colaboradores para que eles sejam capazes de realizá-los.

Além disso, tenha em mente que, ao conseguir os dados para realizar a análise e planejamento de manutenção, certamente será necessário escalar manutenções corretivas planejadas. Enquanto a manutenção preditiva acusa a possibilidade de falha, a corretiva planejada será a ação responsável por consertar o erro antes da falha no equipamento ocorrer.

Deu para entender todos os aspectos cruciais da manutenção preditiva? Lembre-se de continuar se aprofundando nesse assunto e claro, colocar essa filosofia gerencial em prática o quanto antes. Certamente os resultados virão rapidamente.

Quer continuar lendo conteúdos informativos como este? Então não deixe de nos seguir nas redes sociais! Você encontra a Nomus no YoutubeLinkedInFacebookTwitterGoogle Plus e Instagram. Até a próxima!

Nomus ERP Industrial

Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.



Receba no seu email.

Os melhores artigos, ebooks e planilhas de gestão da produção industrial, gratuitamente, no seu email.





Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam

Read previous post:
Controle da qualidade da matéria prima: você toma o devido cuidado?

As melhorias da Gestão da Qualidade podem ser muito significativas. Não ter o controle da qualidade da matéria prima pode...

Close