O que é Ordem de Produção (OP)?

Atualizado em 12/02/19 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Processos e Organização / Produção

Chão de fábrica

O que é ordem de produção? A Ordem de Produção (OP) é um comando para a produção produzir um determinado item. Normalmente é feita através de um documento que reúne as especificações do item e seu processo de fabricação. Dependendo da indústria e / ou do sistema informatizado utilizado, a palavra “produção” pode ser substituída por “trabalho”, “fabricação”, “serviço”, “montagem”, “corte”, “facção”, dentre muitos outros possíveis nomes que levam à siglas como OT, OF, OS, OM, OC etc.

A ordem de produção é composta por pelo menos três informações básicas:

    • O item que vai ser produzido, com seu código e descrição
    • A quantidade que vai ser produzida, na unidade de medida principal e eventualmente em unidades de medidas secundárias
  • A data de entrega planejada

Com isso, se você precisa produzir 1000 unidades da caneta especial (código 086420) para o dia 2 de maio de 2023 e 500 unidades da mesma caneta para o dia 25 de maio de 2023, você precisará gerar duas ordens de produção. Consegue especificar as informações principais de cada uma delas?

Esse artigo irá descrever além dessas informações preliminares, o que na Nomus chamamos de ciclo de vida da ordem de produção, que pode ir desde o seu planejamento até o seu encerramento. Por meio desse ciclo, a OP se torna o elo entre PCP e compras, produção e estoques, e sem ele seria impossível executar o planejamento, a programação e o controle da produção.

Acha que vale a pena se aprofundar aqui para ter melhores resultados na gestão da produção da sua indústria? Sim ou sim? Então, vamos juntos!

Veja também: 10 razões para sua fábrica usar um software para controle da produção

Outras informações importantes em uma ordem de produção

Além do básico citado acima, a ordem de produção pode ter informações mais detalhadas sobre o item que será fabricado, como por exemplo:

    • A lista de materiais ou bill of materials
    • A lista de empenhos (que é derivada da lista de materiais)
    • Roteiro com as operações e seus respectivos recursos (máquinas, ferramentas, pessoas etc.) e tempos de setup e de execução planejados
    • Documentação (quais documentos são importantes para aquela OP). A boa gestão de documentos é fundamental para trabalhar com as OPs
  • Data de início planejada, calculada normalmente de modo a permitir a entrega na data planejada

Com essas informações a equipe de produção consegue dar início a produção e atender a demanda especificada na ordem de produção.

Qual a importância da ordem de produção?

A ordem de produção é fundamental para a gestão industrial. Por meio dela você e sua equipe irão conseguir iniciar o processo de gestão de toda a sua produção, desde o planejamento e controle da produção até a gestão de compras e estoques.

ordem de produção

Exemplo de documento de ordem de produção gerado no sistema Nomus ERP Industrial

Para você ter uma noção, durante a implantação do ERP Industrial da Nomus em nossos clientes, quando chegamos na fase da produção, um dos tópicos mais importantes é o início da emissão de ordens de produção. Quando um cliente começa a gerar ordens de produção, mesmo que ele ainda não extraia todos os benefícios que ela pode proporcionar, nossa equipe já comemora pois esse cliente está no rumo certo para se tornar um caso de sucesso.

Sem OPs a sua produção ficará sem rumo e provavelmente haverá diversos atrasos, perdas de materiais, falta de informações sobre quantidades de materiais em estoque, falta ou excesso de materiais no almoxarifado, paradas de máquina de máquina desnecessárias, entre outros problemas.

Como mencionei acima, podem existir diversos tipos de ordem de produção e você pode saber mais sobre eles no artigo escrito pelo Engenheiro Celso Monteiro.

Qual o ciclo de vida da ordem de produção?

A ordem de produção normalmente passa por várias etapas para ser concluída. Estas etapas são chamadas pelos engenheiros de produção da Nomus de ciclo de vida da ordem de produção.

Alguns exemplos comuns de etapas de um ciclo de vida de uma ordem produção são:

    • Planejada
    • Confirmada
    • Liberada
    • Requisitada parcialmente
    • Requisitada totalmente
    • Encerrada parcialmente
    • Encerrada
  • Cancelada

Vou explicar cada uma dessas etapas para que você entenda de forma geral como é o ciclo da ordem de produção e porque cada uma dessas etapas é importante.

Ordem de produção planejada

Uma ordem de produção pode nascer como planejada, confirmada ou liberada, dependendo de como esteja configurado o seu sistema de geração de ordens de produção para atender o seu ambiente de produção. Para simplificar o entendimento, vou considerar que a primeira etapa é planejar a ordem de produção. Isso pode acontecer de algumas formas, como por exemplo:

    • As ordens de produção para fabricar produtos acabados são planejadas no plano mestre de produção (MPS) ou simplesmente plano de produção. O sistema enxerga a combinação entre previsão de vendas e pedidos firmes e gera as OP’s planejadas para atender a essas demandas.
  • As ordens de produção para fabricar produtos em processo, semiacabados ou intermediários, que são geradas no MRP após a geração das OP’s planejadas de produtos acabados. As OP’s geradas no MRP visam atender às demandas de materiais das OP’s geradas no MPS, ou seja, você primeiro vai rodar o MPS e depois rodar o MRP.

Com isso, ordens de produção geradas tanto no MPS quanto no MRP são ordens de produção planejadas.

Ordem de produção confirmada

Uma vez planejada, a ordem precisa ser confirmada. Isso porque normalmente esse planejamento é feito através de cálculos de um software de gestão e uma pessoa responsável precisa confirmar o resultado calculado pelo sistema pois entre o momento do planejamento e início da produção pode haver imprevistos.

Quando ocorrem imprevistos, o ideal é planejar novamente antes de confirmar as ordens de produção e nesse novo planejamento algumas ordens planejadas anteriormente podem ser canceladas ou alteradas.

Caso esteja tudo conforme e sua equipe esteja certa que irá seguir com esse planejamento, a ordem de produção muda seu status para confirmada. Como eu mencionei inicialmente, há casos em que a ordem de produção não é gerada por meio do MPS e do MPR e pode já nascer com o status de confirmada.

Ordem de produção liberada

Agora aqui tem um passo talvez não tão intuitivo. Mesmo após a ordem ser confirmada, ela precisa ser liberada.

Nessa etapa sua equipe verifica se toda a documentação, materiais e outros recursos estão disponíveis e libera o início da produção. Nesse momento seus empenhos também são liberados.

Se você acha que essa etapa é muito burocrática para o seu processo de produção, experimente ainda assim e você poderá se surpreender como uma simples etapa de liberação pode evitar muitos problemas. Se mesmo após o experimento, você ainda achar que essa etapa não é necessária, você pode “pular” a confirmação e a sua ordem ir de planejada para liberada ou já nascer com o status de liberada.

Ordem de produção requisitada parcialmente e requisitada totalmente

Depois que a ordem de produção é liberada, acontece a requisição dos materiais através do seu sistema de gestão, como o Nomus ERP Industrial.

Ou seja, os materiais que foram empenhados para essa ordem de produção e que estavam previstos na lista de materiais do produto conforme a quantidade que será produzida serão transferidos do almoxarifado para a produção.

ordem de produção

Exemplo de requisição de materiais da ordem de produção no software Nomus ERP Industrial

É nesse ponto que a mágica começa a acontecer: as matérias primas são transformadas em outros produtos. Aqui também reside uma das principais diferenças entre uma indústria de transformação e um comércio: o comércio compra o produto A e vende o produto A, enquanto a indústria compra um produto B e transforma em um produto C.

Depois que todos os materiais empenhados são requisitados, a ordem muda de etapa para totalmente requisitada.

Ordem de produção encerrada parcialmente e totalmente

Depois que a produção é concluída, a ordem pode ser parcialmente encerrada ou encerrada totalmente.

Os materiais que estavam em produção são apropriados pela produção (deixam de existir) e o produto da ordem, que pode ser um semiacabado, ou acabado, vai para o estoque correspondente. Seja estoque de produtos acabados ou um almoxarifado de produtos semiacabados.

Ordem de produção cancelada

A ordem de produção pode também eventualmente ser cancelada e interromper seu ciclo.

Como acompanhar a OP durante a produção?

Depois que a ordem de produção é requisitada e a produção do item inicia, é possível realizar o apontamento da produção, informando o início e o fim de cada operação.

O apontamento de produção traz vários benefícios, como enxergar o andamento da evolução da ordem de produção, verificando quais etapas já foram concluídas e o quanto de cada etapa remanescente já foi feito.

As operações formam as etapas do roteiro de produção.

Vou dar um exemplo para ficar mais claro, em uma usinagem podemos ter as etapas:

    • corte da barra
    • usinagem externa no torno
    • usinagem interna em outro torno
    • furação em um centro de usinagem
  • acabamento na bancada

Com o apontamento é possível acompanhar o início e o fim de cada uma dessas operações no chão de fábrica e assim saber no detalhe a evolução da ordem de produção.

Mas o que quer dizer controlar a evolução?

Se a gente está falando de PPCP, o controle é simplesmente a verificação do que foi planejado ou programado. O controle vai muito além do acompanhamento, pois ele compara o planejamento ou a programação com a realização

ordem de produção

Exemplo de monitoramento de recursos e ordem de produção no software Nomus ERP Industrial

Então sua equipe vai controlar:

    • Os materiais planejados, como está sendo o consumo desses materiais?
    • Os tempos de produção planejados, estão maiores ou menores do que os realizados?
  • Se houver programação, que define o horário de início e fim da agenda, ou seja, que horas que vai começar e terminar cada uma das operações. A programação foi cumprida?

Como colocar em prática e gerar ordem de produção automaticamente para minha fábrica?

Para gerar as ordens de produção, depende do seu modelo de fabricação. Em modelos sob encomenda, a ordem de produção é gerada através de pedidos de venda. Já na produção para estoques a ordem de produção é gerada de acordo com o planejamento da produção, que vem da previsão de vendas, passa pelo plano de produção (ou MPS) e pelo MRP I.

Em ambas as formas é necessário que sua indústria possua um software capaz de gerar estas ordens automaticamente e já integradas com o seu setor de vendas, compras, PPCP e almoxarifado.

Convido você a assistir uma demonstração do Nomus ERP Industrial e ver na prática como funciona a geração de ordem de produção.

Software ERP Para controle da producao

Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.



Receba no seu email.

Os melhores artigos, ebooks e planilhas de gestão da produção industrial, gratuitamente, no seu email.



Software ERP para sua indústria: Nomus ERP


Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam