40 termos em inglês para o PCP que você precisa conhecer

Atualizado em 17/10/17 - Escrito por Celso Monteiro na(s) categoria(s): Processos e Organização / Workflow

Glossario

Não é novidade a crescente participação de empresas estrangeiras aqui no Brasil. Como o idioma universal (principalmente nas indústrias) é o inglês, cada vez mais teremos que nos acostumar a reuniões ou conversas informais baseadas em nossos conhecimentos desta língua.

Recentemente participei de dois projetos que tive contato direto com gestores da Alemanha e Itália, que testaram meu vocabulário e meus conhecimentos em engenharia para que o projeto tivesse sucesso. Assumindo essas experiências como base, senti uma certa dificuldade em encontrar na internet alguns termos técnicos que utilizamos à exaustão durante as reuniões que tivemos.

Como várias pessoas podem se encontrar na mesma situação, destaquei alguns importantes termos em inglês que podem ser utilizados na sua reunião, conferência ou conversa.

Saiba o que significa o termo:

1. Labor – Mão de obra . O mais comum é utilizá-la em conjunto com outra palavra, para especificar a informação referente à mão de obra. Por exemplo:

  • Labor time -> Tempo de mão de obra. Seria o tempo que o(s) funcionário(s) demanda(m) para realizar(em) alguma operação ou etapa do roteiro de produção do produto.
  • Labor rate -> Taxa de mão de obra . Seria a taxa (R$/h) referente ao(s) funcionário(s) que realiza(m) a operação ou etapa do roteiro de produção do produto.
  • Labor cost -> Custo de mão de obra. Seria o valor da fórmula Labor time * Labor rate. Em suma, é o custo da operação relativa a mão de obra empregada.

2. Machine – Máquina

  • Machine time -> Tempo de máquina. Seria o tempo que a máquina demanda para realizar alguma operação ou etapa do roteiro de produção do produto.
  • Machine rate -> Taxa de máquina. Seria a taxa (R$/h) referente a máquina que realiza a operação ou etapa do roteiro de produção do produto.
  • Machine cost -> Custo de máquina. Seria o valor da fórmula Macinhe time * Machine rate. Em suma, é o custo da operação relativa a utilização da máquina.

3. Overhead – Custos industriais que continuam a existir, mesmo se a fábrica não produzir nada.

4. Profits – Lucro.

5. Profit Margin – Margem de lucro (%).

6. Raw materials – Matéria prima.

7. Bill of materials (BOM) – Lista de materiais. Em termos gerais é a composição do produto fabricado, com os componentes e suas quantidades necessárias. Vulgarmente chamada de “receita do bolo”.

8. Purchase price – Preço de compra.

9. Purchase order – Ordem de compra, pedido de compra.

10. Production route – Roteiro de produção. Conjunto de operações que identifica o roteiro do produto pela fábrica até que o mesmo esteja pronto.

11. Work Center/cell – Centro/célula de trabalho. Nome dado ao conjunto de máquinas que possuem custos, características e funções semelhantes na produção.

12. Customer – Cliente, comprador.

13. The goods – Compras, mercadorias.

14. Sales order – Ordem de venda, pedido de venda.

15. Sales price – Preço de venda.

16. Lead time – Tempo de espera. Esse tempo pode ser analisado em cada etapa do processo como:

  • Order Lead Time -> Tempo decorrido entre o recebimento do pedido de venda e a entrega do mesmo para o cliente.
  • Manufacturing Lead Time -> Tempo decorrido entre o recebimento do pedido de venda e a finalização da produção.
  • Production Lead Time -> Tempo decorrido entre o momento em que a primeira operação do roteiro foi iniciada até a finalização da última operação.
  • Delivery Lead Time -> Tempo decorrido entre a finalização da produção e a entrega para o cliente.

17. Unit measure (UM) – Unidade de medida (Ex: KG, L, Und, m², etc).

18. Schedule – Cronograma.

19. Inspection Plan – Plano de inspeção.

20. Action plan – Plano de ação. É uma ferramenta para acompanhamento de atividades amplamente utilizada no mundo inteiro. Auxilia na coordenação das equipes, pois explicita quem é responsável por cada atividade, as datas de entrega e anotações /comentários sobre o progresso de cada tarefa.

Glossario

21. To do list – Lista de afazeres. Pode estar ligado ao plano de ação.

22. Master plan – Plano mestre de produção.

23. Production order – Ordem de produção, ordem de serviço.

24. Warehouse – Almoxarifado.

25. Stock keeping unit (SKU) – Unidade de manutenção de estoque. Geralmente interligado ao código unitário do item, destina-se a identificar um produto ou serviço e todas as suas características como cor, tamanho, embalagem, etc. Um bom exemplo é o de uma empresa que fabrica um determinado líquido que é embalado em 10 embalagens diferentes. Neste caso, terão 10 SKUs diferentes para o mesmo produto.

26. Business Inteligence (BI) – Inteligência empresarial. É um conjunto de técnicas e ferramentas para auxiliar na transformação de dados brutos em informações significativas e uteis a fim de analisar um determinado aspecto da empresa.

27. Material Requirement Planning (MRP) – Planejamento das necessidades de material a partir do plano mestre de produção, pela desagregação das listas de materiais e multiplicação pelas quantidades a serem produzidas. Tem como objetivo a apuração das necessidades líquidas a comprar e fabricar (caso a fábrica tenha produtos semi-acabados) considerando os estoques existentes.

28. Sales forecast – Previsão de vendas.

29. Inventory – Inventário.

30. Batch number/serial number – Número de lote / Número de série.

31. Points – Apontamentos. registros da fábrica que relacionam informações como n° ordem de produção, produto, operação, máquina, funcionário, qtd produzida, dentre outras informações que podem ser utilizadas para a geração de relatórios de produtividade, quantidade produzida por produto, máquina ou funcionário. Também podem ser utilizados para registrar períodos em que a máquina esteve parada.

32. Dashboard – Conjunto de relatórios que formam um painel de relatórios pertinentes a um determinado setor, ou grupo de pessoas.

33. Reports / Charts – Relatórios/Gráficos.

34. Shop Floor – Chão de fábrica.

35. Average Cost – Custo médio.

36. Safety/Buffer stock – Estoque de segurança.

37. Parings/Scobs – Aparas.

38. Expedition/dispatch/shipment – Expedição.

39. Batch/Lot Size – Tamanho do lote de produção.

40. Follow up – Acompanhamento ou avaliação de algo que já foi feito.

Conhece mais algum? Deixe um comentário.

Espero que essas palavras, expressões e conceitos possa ajudá-lo na compreensão e interação nas próximas reuniões em que a língua inglesa seja necessária. Caso conheça mais algum termo que acabei não colocando na lista, deixe um comentário com a sua sugestão.

Conheça o Nomus ERP Industrial, criado pelos engenheiros de produção do Blog Industrial Nomus:

banner-animado


Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro de Produção formado pelo CEFET e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Celso já atuou em fábricas de diversos setores, como: metal-mecânica, materiais de escritório, artefatos de concreto, perfuração, cabos e cordas navais, têxtil (confecção e tinturaria), reciclagem de metal, dentre outros segmentos.



Receba no seu email.

Os melhores artigos, ebooks e planilhas de gestão da produção industrial, gratuitamente, no seu email.





Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam