Sistema MES: o que é, quais seus benefícios e como implantar na fábrica

Atualizado em 18/11/21 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Produção

Nomus ERP Industrial

MES é uma sigla em inglês que significa Manufacturing Execution Systems, que são os sistemas que gerenciam os processos produtivos no chão de fábrica.

O objetivo deste tipo de sistema é preencher a lacuna entre os sistemas responsáveis pelo planejamento da produção e os responsáveis pela medição e controle da produtividade dos equipamentos da fábrica.

Neste artigo você vai aprender um pouco mais sobre o que é um sistema MES, quais seus benefícios e como implantá-lo. Vamos lá:

O que é o MES – Manufacturing Execution Systems?

Como falei anteriormente, o MES é um sistema que gerencia os processos do chão de fábrica, fazendo a conexão entre o planejamento e o controle da produção.

Utilizando o MES, os gestores de indústrias que forem responsáveis pela produção conseguem avaliar se o planejamento está sendo de fato executado.

Caso seja encontrado algum problema ou situação fora do planejado, essa inconsistência é detectada quase em tempo real. Isso é importante para a equipe poder ajustar os processos afim de corrigir o problema antes que ele comprometa os prazos ou a qualidade do produto.

Algumas das características do MES, são:

  • Sistema híbrido que é capaz de conversar com software e hardware
  • Trabalha em conjunto com ERPs para administrar as informações entre o planejamento e a execução
  • É possível implantá-lo de forma modular, separando o OEE (Overall Equipment Effectiveness), APS e Kanban.

Quais os benefícios do MES?

Os gestores de indústrias precisam identificar quais são os problemas que levam a paradas de máquinas para assim resolver suas causas.

Com um sistema MES os gestores conseguem acompanhar o desempenho da produção em tempo real e assim podem identificar problemas e oportunidades mais rapidamente.

Agora vamos listar alguns dos principais benefícios do sistema MES. Confira:

1. Melhora o acompanhamento do que acontece no chão de fábrica

Através dos apontamentos de produção realizados de forma manual em terminais ou de forma automatizada, os gestores conseguem ter um controle maior de pontos importantes, como:

  • Fluxo de matéria-prima;
  • ociosidade de máquinas e pessoal;
  • paradas não programadas.

Essas informações são então processadas pelos sistemas e assim é possível montar gráficos e planilhas para analisar a processo produtivo atual e seu histórico.

Isso é importante para levantar pontos como:

  • Tempo de setup de equipamento;
  • disponibilidade dos equipamentos;
  • tempo de parada;
  • tempo de produção.

Esses dados são valiosos na hora da tomada de decisão para otimizar os processos da fábrica e para a identificação de problemas.

2. Redução de custos de produção

Com um sistema MES o gestor consegue acompanhar melhor cada etapa do processo produtivo e assim é possível identificar onde as perdas ocorrem e quais são suas causas.

o MES ainda é capaz de identificar e controlar as movimentações dos materiais e consumo das máquinas, dando maior controle dos custos de produção.

Basicamente existem dois tipos de perda:

  • Perdas normais: essas são as perdas inevitáveis, como o setup de máquinas. Como elas podem ser previstas, devem ser consideradas na formação de preço de venda do produto.
  • Perdas especiais: essas são as perdas imprevisíveis, como quebras de máquinas, acidentes e erros humanos. Essas devem ter seus custos tratados como despesas operacionais, já que afetam a rentabilidade da produção.

3. Melhora no controle das paradas de equipamento

OEE

Com um MES a empresa é capaz de medir o OEE com eficácia, sendo um dos principais indicadores de desempenho do processo produtivo.

Com o OEE é possível responder:

  • Qual é a disponibilidade dos equipamentos para produção
  • Qual o tempo necessário para produzir um produto ou um lote de produtos
  • Quantos produtos foram fabricados sem gerar refugos

Para entender melhor sobre o OEE, recomendo que leia no artigo:

Como calcular e aumentar a eficiência do chão de fábrica com OEE na prática

APS

Outra ferramenta são os sistema APS ou Sistemas Avançados de Planejamento e Programação.

Estes são softwares para montar uma programação da produção de alta confiabilidade, já que consideram a disponibilidade efetiva das máquinas e insumos, condições da demanda e possíveis restrições operacionais.

A grande vantagem do APS é o ganho na confiabilidade e qualidade do setor comercial da empresa, já que os prazos são muito mais confiáveis.

Para saber mais sobre o APS, recomendo que leia:

O que é APS e para que serve o sistema?

Kanban

Por fim, o Kanban digital é alimentado pelas ferramentas de planejamento e controle da produção e permite que os gestores visualizem as ordens e quantias necessárias dos itens a serem fabricados.

Isso reduz a quantidade de documentos na fábrica e aumenta a confiabilidade da operação, que trabalha de forma integrada.

Alguns dos benefícios da utilização do Kanban são:

  • Visual: o kanban torna a visualização dos setores produtivos muito mais fácil
  • Priorização: é possível configurar para que o sistema defina a prioridade dos itens para a produção, facilitando assim a tomada de decisão.
  • Custos: é possível controlar melhor os custos com um visual dos volumes de estoque, quantidade de funcionários e também de materiais necessários para a produção.

Para ver mais sobre o Kanban, recomendo que leia: Kanban: o que é, como funciona o sistema e como aplicar o método

Como implantar o MES em sua indústria

Agora vamos a um passo a passo para entender como normalmente é feita a implantação de um sistema MES em uma indústria, confira:

1. Diagnóstico

A primeira etapa é fazer um diagnóstico do que já é medido e controlado por outros sistemas na fábrica. Algumas empresas já possuem sistemas na fábrica que não conversam entre si.

Caso você precise vender a ideia para a diretoria, é recomendável fazer um estudo de quanto dinheiro é perdido com gargalos e perdas de informações devido a falta de um sistema MES.

Por fim, é preciso determinar quais serão os pontos de melhoria que a empresa busca alcançar, como reduzir o tempo de setup por exemplo.

2. Projeto de implantação

Agora é preciso escolher qual será o seu fornecedor de sistema MES. Existem também alguns sistemas ERPs que já incluem um MES, como é o caso do Nomus ERP Industrial.

Divida o sistema em módulos para ir implantando aos poucos e já ir avaliando os resultados da implantação. É recomendado priorizar os módulos que forem dar o maior retorno financeiro.

Por fim, monte uma equipe responsável pelo projeto, idealmente possuindo um usuário-chave. Ele será o principal responsável pela implantação da ferramenta.

Veja mais em: 7 passos para montar um cronograma de implantação de um software ERP

3. Testes

Determine quais serão os recursos necessários para implantar o MES (softwares e hardwares) e monte um cronograma para testar as soluções propostas.

É importante envolver os operadores que irão utilizar as ferramentas para testar o desempenho do sistema.

4. Acompanhamento

Utilize planilhas para medir a produtividade antes de implantar o sistema e a partir daí acompanhe a evolução dos resultados na empresa.

Com isso será possível:

Identificar quais são os resultados obtidos e assim determinar a redução de custos no processo.

Avaliar os benefícios diretos como redução de erros, papeis e o aumento da confiabilidade

Por fim, lembre-se de documentar tudo para aplicar em outras filiais da sua empresa e também para não perder nenhum conhecimento caso algum funcionário chave acabe saindo.

Conheça o Nomus ERP Industrial

Agora que você já sabe mais sobre o MES e como ele funciona, recomendo que conheça o Nomus ERP Industrial, um sistema de gestão para pequenas e médias indústrias que oferece o controle total da produção.

Para conhecer, assista uma demonstração da ferramenta e veja na prática como funciona e como ela poderá ajudar no seu negócio.

Além disso, podemos agendar uma reunião onde posso demonstrar de forma mais específica como o sistema funciona. Para isso, preencha essa página com o melhor horário para entrarmos em contato com você.

Até a próxima!

Software ERP Para controle da producao

Compartilhe esta matéria:


Tags:




Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo: