Controle de Matéria-prima: o que é, como funciona e como aplicar na sua indústria


Atualizado em 17/06/22 - Escrito por Adriana Mariano na(s) categoria(s): Produção

Lista de materiais

O controle da matéria-prima é essencial para uma organização, visto que os insumos são a base para qualquer tipo de transformação industrial.

Ao longo da história, as civilizações desenvolveram diversas formas de armazenamento que permitiam controlar a matéria-prima que era valiosa e escassa. Desde então, os sistemas para gerenciar os insumos se desenvolveram exponencialmente devido à revolução industrial e tecnológica.

Então, saber gerenciar os insumos de uma empresa é um grande desafio que impacta diretamente não somente os custos de produção, mas também a qualidade do produto final.

Pensando nisso, escrevemos este artigo para te ajudar a entender como o controle de matéria-prima pode alavancar a produtividade da sua indústria. Veja o que você vai aprender neste artigo:

  • O que é o controle de matéria-prima?
  • Quais benefícios do controle de matéria-prima?
  • Como funciona o controle de matéria-prima?
  • Exemplo de um sistema com controle de matéria-prima

Podemos começar?

O que é o controle de matéria-prima?

Como disse anteriormente, o controle de matéria-prima é essencial para o desempenho operacional da empresa, visto que é por meio desses insumos que ocorre a fabricação de diversos produtos.

Nesse sentido, o gerenciamento de materiais tem como principal objetivo otimizar o uso de tais insumos, a fim de evitar tanto a deterioração como também o desperdício ao longo do processo produtivo.

A partir do planejamento e controle de matéria-prima é possível maximizar o lucro da empresa a fim de obter um melhor retorno financeiro sobre o investimento. Além do mais, a gestão de matéria-prima envolve diversas áreas de uma organização como suprimentos, estoque, produção e qualidade. 

Tendo isso em vista, é importante que essas áreas sejam integradas e tenham uma boa comunicação para trocar informações e, assim garantir que os insumos necessários para a fabricação do produto seja feita de forma eficiente.

Quais benefícios do controle de matéria-prima?

O controle de matéria-prima facilita a solicitação de compras, o monitoramento do estoque e ajuda na previsão de vendas, uma vez que utiliza o histórico das movimentações desses insumos. Dentre os benefícios do controle de matéria-prima, podemos destacar:

  • Planejamento das necessidades de materiais: Ao realizar o cadastro e controle dos insumos, é possível realizar uma previsão de compras com base no histórico de vendas.
  • Cumprimento dos prazos de entrega dos produtos: Mantendo o controle de matéria-prima atualizado, pode se identificar quando o estoque de determinado produto precisa ser reabastecido e assim cumprir os prazos de entrega.
  • Maior precisão de estoques: Com o controle dos insumos, os estoques serão cada vez mais precisos já que o gestor poderá ter uma visão mais clara do que realmente tem no estoque. Logo, a capacidade de produção pode ser otimizada.
  • Flexibilidade na (re)programação da produção: Com os dados dos insumos em mãos, o gestor tem uma visão ampla do que realmente tem no estoque e consegue realizar a programação da produção de acordo com a demanda e as variabilidades que podem ocorrer ao longo do processo.
  • Acompanhamento da performance dos fornecedores: Ao gerenciar tais matérias-primas, podemos verificar quais fornecedores performam melhor realizando o controle de qualidade da matéria-prima.
  • Redução de custos: Tendo um histórico das movimentações, é possível saber com mais precisão a quantidade necessária para a fabricação de cada produto. Com isso, os pedidos serão cada vez mais assertivos e consequentemente haverá a redução de custos.
  • Minimização dos desperdícios: Conforme o histórico de movimentações for crescendo, os pedidos serão mais precisos e evitaremos excessos ou até mesmo compras desnecessárias.
  • Aumento da produtividade: Ao saber quando, quanto e com quem comprar os insumos, haverá um aumento de produtividade da produção visto que essas informações são coletadas por meio do controle de matéria-prima.

Como funciona o controle de matéria-prima?

Como já vimos, o controle de matéria-prima pode trazer inúmeros benefícios para sua organização. Tendo isso em mente, preparamos algumas dicas para te ajudar a gerenciá-los da melhor forma possível.

Mantenha a lista de materiais atualizada

O primeiro passo para realizar um bom controle de matéria-prima, é saber quais são os insumos necessários para a fabricação dos produtos que são vendidos na sua empresa. 

Para isso, é importante fazer a lista de materiais tanto dos produtos semiacabados quanto dos produtos acabados, assim você terá uma visão mais clara do que realmente precisa ser comprado. 

Além disso, é essencial que essa lista seja sempre atualizada com seu portfólio de produtos a fim de evitar erros e desperdícios.

Planeje a produção

Com a lista de materiais em mãos, o próximo passo é planejar como será a produção dos produtos. Dessa forma, você precisa ter algumas informações sobre os pedidos solicitados junto ao comercial como quantidade de produtos, data de emissão, data de entrega, roteiro de produção, lista de materiais com quantidade de insumos necessários, etc.

Com base nessas informações, será possível realizar o planejamento da produção a fim de realizar as entregas dentro do prazo estipulado. Com tantas informações, é provável que ocorra erros ou até mesmo atrasos. 

Para evitar isso, o ideal seria ter um sistema de gestão que tenha um MRP(Manufacturing Resource Planning) que realize todo o Planejamento dos Recursos de Produção por meio do cálculo do plano mestre de produção e da explosão de necessidade de materiais. 

Logo, todas as informações estariam em um só lugar e as chances de acontecer erros e desperdícios seriam minimizadas.

Tenha um bom relacionamento com fornecedores

Outro ponto muito importante na gestão de matéria-prima é a qualidade deste insumo, uma vez que ele serve de base para o produto final e impacta diretamente a satisfação do cliente.

Portanto, antes de comprar analise seus fornecedores e verifique se os materiais estão em conformidade com o padrão de qualidade estabelecido na sua empresa. Outro ponto bem importante, é manter um bom relacionamento com esses fornecedores para conseguir negociar melhores preços e possíveis parcerias. Além do mais, procure ter mais de um fornecedor em vista para eventuais imprevistos.

Considere perdas e atrasos

No dia a dia estamos sujeitos a imprevistos bem como diversas variabilidades que podem ocorrer ao longo do processo produtivo como quebra de máquinas, falta de mão de obra, atrasos na entrega de insumos, etc.

Sendo assim, ao planejar a produção é importante levar em consideração as perdas decorrentes do processo produtivo como também possíveis atrasos que podem comprometer o prazo de entrega dos pedidos.

Agora que você já sabe como realizar um controle de matéria-prima mais eficiente, preparamos um exemplo de como seria utilizar um sistema MRP para ajudar a controlar a necessidade de compra dessa matéria-prima.

Exemplo de um sistema com controle de matéria-prima

Um sistema MRP, como o que existe no Nomus ERP Industrial, busca garantir que você compre e produza de acordo com o quanto você realmente precisa. 

Para isso, o sistema MRP sugere tanto a data de compra quanto a de início da produção de acordo com as datas de entregas planejadas. Veja algumas funcionalidades de um sistema de gestão com MRP:

Previsão de vendas

Com o auxílio de um ERP, é possível calcular a previsão de vendas dos produtos a partir da análise histórica dos pedidos de venda. Desse modo, é mais fácil realizar o planejamento da produção.

Plano de produção

Outro cálculo bastante facilitado pelo uso de um ERP é o do plano de produção que mostra exatamente o quê, quanto e quando você deve produzir com base na análise da previsão de vendas, dos pedidos de venda em carteira e do saldo atual do estoque de produtos.

MRP – Planejamento da necessidade de materiais

O MRP (Planejamento da necessidade de materiais) calcula o que comprar, quanto comprar, para quando comprar, para manter seus níveis de estoque equilibrados. Para isso, é feito uma análise do plano de produção, empenhos de materiais, pedidos de compra e saldo atual em estoque de produtos.

Solicitações de compra via MRP

O sistema consegue gerar de forma automática as solicitações de compra de matérias-primas sugeridas pelo MRP. Desse jeito, o planejamento de compras é realizado com mais agilidade e precisão.

CRP – Planejamento da necessidade de capacidade

Além disso, pode-se calcular o CRP que consiste no planejamento da necessidade de capacidade que é integrado ao planejamento e controle da produção, no qual permite a identificação de gargalos no processo produtivo.

Como podemos notar, o controle de matéria-prima e o planejamento de materiais torna o processo de fabricação mais eficiente, por meio da identificação da real necessidade de insumos, peças e componentes necessários à produção.

Agora que você já sabe da importância do controle de matéria-prima e de seus benefícios, coloque em prática as dicas deste artigo.

Siga a Nomus para mais gestão industrial

Para ficar sempre atualizado no mundo da gestão industrial e garantir que sua fábrica esteja operando de forma otimizada, acompanhe o Blog Industrial da Nomus no seu canal favorito.

Você pode encontrar a Nomus nos links:

Nomus ERP Industrial

Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo: