Como engajar os profissionais da indústria? Veja 6 formas

Atualizado em 18/11/21 - Escrito por Paula Moraes na(s) categoria(s): Recursos Humanos

Guia

A busca por profissionais da indústria cresceu 54% no Brasil em comparação com o ano de 2020.

O levantamento realizado pelo PageGroup, expressa a grande importância de reter esses profissionais e valorizá-los no setor.

Por outro lado, isso pode ser um grande desafio para os gestores, considerando a necessidade de manter-se atualizado diante da competitividade do mercado. 

Além disso, manter a motivação dos profissionais é uma tarefa que pode exigir a construção de uma cultura organizacional adequada na empresa.

Sendo assim, de que forma os gestores podem trabalhar o engajamento de equipes no setor industrial?

Separamos algumas maneiras nesse artigo, confira.

Por que engajar os profissionais da indústria?

Um profissional engajado é aquele que cumpre suas obrigações e se mantém altamente motivado e participativo em suas atividades. 

Dessa maneira, engajar profissionais da indústria significa manter sua produtividade e qualidade crescente de serviço.

Além disso, o profissional “veste a camisa” da empresa e se empenha para o seu sucesso.

Influência da transformação digital nos profissionais da indústria 

A transformação digital possibilitou a utilização de diversas tecnologias nos processos industriais.

Dessa maneira, há uma maior interligação de áreas, e os profissionais estão, mais do que nunca, conectados. 

Para garantir a alta produtividade e cooperação entre as equipes, tornou-se fundamental, também, trabalhar aspectos humanos nos setores. 

Para os profissionais da indústria, tornou-se indispensável a autonomia para se manter atualizado e multidisciplinar, levando em conta as ágeis transformações da área. 

Humanização na indústria 4.0

Em um cenário digitalizado e tecnológico, surgiu também uma nova necessidade: humanizar processos e ferramentas.

Isso porque se o foco é o consumidor final, é preciso otimizar as tecnologias para que ele se familiarize com elas.

A indústria 4.0, portanto, criou uma demanda latente por profissionais focados na experiência do usuário (UX) e humanização de tarefas. 

Para isso, os profissionais da indústria precisam se atualizar constantemente, de forma a trabalhar para que melhorem a experiência do consumidor final.

Por outro lado, sem a motivação adequada, os indivíduos acabam por se prender a processos e atividades repetitivas.

Isso prejudica a empresa e pode até mesmo dificultar os vínculos com o cliente.

Mercado de trabalho para os profissionais da indústria

Embora os processos operacionais tenham previsão de diminuir, no Brasil ainda há procura por profissionais da indústria desse setor.

Isso porque as tecnologias internacionais, embora já seja realidade em outros locais, alcançam o país lentamente.

Ainda assim, a procura por profissionais do setor de logística, automação industrial e áreas de T.I. é intensa por todas as empresas. Para sobreviver a essa competitividade, torna-se necessário investir no engajamento desses especialistas.

Necessidade da indústria ter propósito ou visão mais envolventes 

Sendo inteiramente voltada para lucros, a indústria pode ser sufocada pela concorrência, e pelas próprias atividades repetitivas. 

Por outro lado, ao desenvolver uma missão, visão e valores inspiradores, a empresa atrai não só consumidores que tenham ideais alinhados, como também profissionais com propósitos mais firmes em suas carreiras. 

Assim, torna-se possível desenvolver uma cultura interna que valorize a inovação e performance dos colaboradores. 

O resultado é um aumento na produtividade e maior participação das equipes, que contarão com pessoas focadas, que façam parte do propósito da organização.

6 formas de engajar os profissionais da indústria

Sabendo da importância de manter os profissionais da indústria engajados e construir um propósito.

Confira algumas maneiras de iniciar esse processo e incentivar a produtividade na indústria:

#1 Comunicação clara

Estimular a autonomia dos colaboradores é muito importante, no entanto, isso precisa ser feito gradualmente. A comunicação clara sobre as atividades deve ser feita de forma que não ocorram ambiguidades ou margem para interpretações.

É obrigatório fornecer informações concisas e diretas, para que os profissionais não percam tempo tentando entender o que foi passado. Por isso, desenvolver um sistema com as tarefas do dia de forma detalhada pode ser uma excelente opção.

#2 Informações em tempo real

O acompanhamento de execução das tarefas também é uma peça-chave para auxiliar o engajamento dos profissionais.

Com um sistema kanban, por exemplo, é possível entender o estágio de cada atividade apenas com uma análise visual.

Por outro exemplo, considere que um profissional trabalha com controle de estoque.

Se antes era necessário perguntar aos demais profissionais quais produtos precisam ser repostos, com o sistema kanban ele simplesmente acessa seu estado.

Consequentemente, o estoquista pode agir de forma antecipada na hora de repor essas mercadorias.

O processo o estimula a manter tudo abastecido, já que pode operar com maior autonomia e acelerar sua atividade.

#3 Desenvolvimento e aprendizagem

Quando o funcionamento da indústria passa a focar em resultados e não mais nos processos em si, torna-se possível qualificar seus colaboradores.

Isso pode ser feito por meio de um sistema OKR, e o contexto motiva os profissionais ao crescimento.

Vale a pena desenvolver os profissionais da indústria para que eles se mantenham engajados com a empresa.

Um passo inicial é realizar um curso okr para rh, para compreender o sistema e promovê-lo na organização.

#4 Uso da tecnologia

Usar ferramentas tecnológicas é uma forma de agilizar e direcionar melhor o trabalho dos profissionais.

Para evitar perder tempo com tarefas burocráticas e repetitivas e ainda aumentar a confiabilidade das informações, um sistema de gestão ERP, é muito valioso.

#5 Ambiente de trabalho seguro

Nenhum profissional se manterá engajado e motivado em uma organização que não preza por sua segurança, não é?

Pensando nisso, é essencial investir em profissionais e medidas de segurança do trabalho para os colaboradores.

#6 Investir na capacitação de bons líderes

Líderes possuem grande influência na satisfação dos colaboradores.

Um estudo feito pela EY indicou que cerca de 79% dos profissionais consideram que uma liderança empática diminui os índices de rotatividade nas empresas.

Dessa maneira, capacitar e desenvolver líderes voltados para as pessoas e seu engajamento é uma excelente maneira de manter bons profissionais. 

Isso não só torna o ambiente de trabalho mais participativo, como também estimula uma cultura de colaboração na indústria.

Conclusão

Manter os profissionais da indústria engajados não só acelera a produtividade da empresa como também facilita seu crescimento. 

Para isso, é importante dedicar investimentos em diferentes áreas da organização, de modo a formar uma cultura voltada para pessoas e cooperatividade. 

Assim, é possível reter profissionais em um mercado tão competitivo, garantindo a inovação e produção da indústria em meio aos desafios da atualidade.

Guia

Compartilhe esta matéria:


Tags:




Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo: