Produção parada: motivos, consequências e como evitar

Atualizado em 19/12/19 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Produção

Chão de fábrica

A produção parada é quando a linha de produção é interrompida por algum motivo, como por exemplo: problema técnico, setup, ociosidade e motivos externos.

Algumas vezes a produção parada pode ser intencional e programada, como por exemplo, por falta de demanda e excesso de estoque.

Entretanto, na maioria das vezes a produção parada não é intencional e vira uma verdadeira dor de cabeça para o gestor.

Isso porque a produção parada traz problemas como:

  • Geração de gargalos
  • Falta de estoque
  • Atraso de pedidos
  • Baixa produtividade
  • Entre outros…

Então nesse artigo vamos ver todos os passos que influenciam na parada da produção. Desde os motivos, as consequências e as soluções para o problema.

Vamos lá:

Motivos que levam a produção parada

Produção parada por problema nas máquinas

A primeira causa de produção parada que podemos listar é a mais óbvia, problemas em seus equipamentos industriais.

Normalmente esses problemas podem ocorrer de duas formas:

  • Problema mais grave, como uma quebra da máquina que impede totalmente o seu funcionamento.
  • Problema de ajuste, caso alguma máquina precise ser recalibrada para continuar produzido no padrão necessário.

Produção parada para o setup do equipamento

Essa parada é quando a produção é interrompida para a preparação (setup) do equipamento utilizado.

Também está enquadrado aqui o tempo necessário para finalizar a produção e realizar uma manutenção/limpeza regular.

Alguns exemplos, são:

  • Troca de cor em uma gráfica
  • Parametrização das máquinas para a produção
  • Limpeza do equipamento

Produção parada por ociosidade

A ociosidade é outra grande causa para a produção parada. Essa categoria pode ser dividida em diversas situações.

Aqui estão alguns exemplos:

  • Falta de operador
    • Não há operadores disponíveis para a máquina e por isso a produção está parada.
  • Não conformidades
    • A produção pode parar se o equipamento e o processo não estão atingindo o nível de qualidade requerido.
  • Falta de material
    • A produção pode parar aguardando reabastecimento de materiais ou insumos para o equipamento
  • Movimentação no chão de fábrica
    • A produção pode ser interrompida aguardando alguma movimentação no chão de fábrica, como por exemplo uma empilhadeira, carro de transporte etc
  • Esperando produto da etapa anterior
    • A produção pode parar devido a uma demora na entrega na etapa anterior da atual
  • Esperando a etapa seguinte liberar
    • A produção pode parar se a etapa seguinte estiver sobrecarregada e é necessário esperar a disponibilidade necessária.

Produção parada por causa externa

Podem ocorrer paradas na produção que são causadas por motivos externos e não estão diretamente ligadas a sua equipe ou seus equipamentos.

Alguns exemplos são:

  • Falta de demanda
  • Falta de energia ou água
  • Equipamento reservado para testes de mudanças na produção

Parada preventiva da produção

A parada preventiva da produção ocorre quando a empresa se programa para a realização de manutenções necessárias.

Produção parada por acidente de trabalho

O acidente de trabalho é um problema que pode gerar grandes custos a empresa e também gerar uma parada na produção.

É preciso identificar as causas do acidente para reduzir os riscos e aumentar a segurança no trabalho dos colaboradores da empresa.

Indústrias que possuem alto índice de acidentes acabam com grandes períodos de produção parada.

Quais são as consequências da produção parada

A produção parada traz diversas consequências para o resultado da empresa ao longo do tempo.

Aqui estão os impactos mais importantes e comuns da produção parada:

Gargalos na produção

Os gargalos na produção são inevitáveis, entretanto, devem ser reduzidos continuamente para melhorar cada vez mais a produção.

Quando há uma parada na produção, o gargalo daquela etapa é amplificado e acaba prejudicando todo o processo.

Se a demanda estiver alta, quanto menos paradas, menos gargalo e logo mais resultados.

Problemas no estoque

A produção parada pode impactar diretamente no planejamento do estoque, já que altera a quantidade de produtos fabricados no período.

Sem uma previsibilidade segura da produção, o gestor não consegue fazer um planejamento de estoque e distribuição eficaz e acaba prejudicando esse setor.

Atrasos na produção e nas entregas

Se a produção parar, existem grandes chances dos pedidos dos seus clientes atrasarem.

Isso é péssimo no ponto de vista comercial e competitivo da sua empresa, já que pode gerar clientes insatisfeitos e rescisões de parcerias.

Baixa produtividade da equipe

Sem a produção rodando, boa parte da sua equipe pode acabar ociosa, já que estarão aguardando o retorno das atividades produtivas.

Isso gera uma subutilização da mão de obra além de uma queda da motivação e empenho da equipe.

Perda de materiais

Podem ocorrer também a perda de materiais e insumos na produção durante essas paradas.

Além disso, os custos fixos se mantém os mesmo e acaba encarecendo o valor usado para produzir cada produto.

Como reduzir a produção parada

Agora que já sabemos o que é a produção parada e quais suas consequências, vamos entender como reduzir ao máximo essas paradas.

Aqui estão dicas práticas para reduzir a parada de máquina na sua fábrica, confira:

Priorize os equipamentos gargalos

Agora que você entende o que está acontecendo na sua fábrica, comece as melhorias com o equipamento gargalo.

Esse é o equipamento que mais afeta no resultado da sua produção. Ou seja, se ele produzir mais, toda a fábrica produz mais e se ele ficar parado, toda a fábrica é prejudicada.

Identifique esses equipamentos no seu processo produtivo e trabalhe em melhorar suas paradas.

Defina as causas e registre as paradas de máquina

O primeiro passo para reduzir o tempo de parada é entender quais são as causas de parada de máquina e registrar cada uma.

É preciso entender o que está acontecendo antes de avaliar quais são as melhores atitudes a serem tomadas.

Use um sistema para controle do chão de fábrica, como o Nomus ERP Industrial, para registrar todas as paradas de máquina e suas causas.

Defina um indicador de máquina parada

Determine um indicador de máquina parada que seja simples de entender e que a sua equipe consiga monitorar regularmente através de um painel de gestão.

Exemplo de painel de controle do chão de fábrica no Nomus ERP Industrial

Dê visibilidade para a máquina parada

O ideal é mostrar rapidamente que um equipamento está parado ou operando em velocidade reduzida.

Isso faz com que o problema seja resolvido mais rapidamente, principalmente quando a parada é ocasionada por falta de operador.

Para isso, você pode usar soluções como:

  • Painel de gestão visível com cores para determinar a situação da máquina (verde, amarelo e vermelho)
  • Colunas luminosas no chão de fábrica para mostrar a atual situação da máquina

Mantenha a manutenção em dia

Organize sua rotina para realizar inspeções nos equipamentos da sua fábrica e assim garantir que a manutenção preventiva está em dia.

Durante essas inspeções é possível identificar situações de risco e sinais de necessidade de manutenção.

Aproveite e aplique os conceitos do 5S para manter o ambiente e as máquinas organizadas e limpas. Além disso atente-se para a segurança e o bem estar do colaborador.

Treine e empodere sua equipe

Boa parte dos problemas podem ser resolvidos muito mais rápido se os próprios operadores souberem o que fazer e tiverem a liberdade para fazer.

Por isso, invista na capacitação dos seus operadores e também na equipe de manutenção.

Acompanhe o seu chão de fábrica com um sistema de gestão completo

A melhor forma de controlar a produção parada é possuindo controle total do seu chão de fábrica.

É preciso monitorá-lo em tempo real e assim aplicar a melhoria continua para melhorar cada vez mais.

O Nomus ERP Industrial é um sistema de gestão ERP especializado na gestão de indústrias e é a ferramenta ideal para gerenciar o seu chão de fábrica.

Assista uma demonstração do sistema funcionando e entenda na prática como o ERP Industrial pode ajudar a sua indústria.

Software ERP Para controle da producao

Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.


Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo:




Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam