Controle da qualidade da matéria prima: você toma o devido cuidado?

Atualizado em 5/11/19 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Qualidade

Gestão da Qualidade

As melhorias da Gestão da Qualidade podem ser muito significativas. Não ter o controle da qualidade da matéria prima pode culminar em muitos danos para a sua indústria e por isso é um assunto tão importante.

Neste artigo vamos mostrar para você porque o controle da qualidade da matéria prima é tão importante e o prejuízo que não ter esse conhecimento pode gerar na sua produção.

Uma vez que você e sua equipe tem ciência da gravidade do problema que isso pode se tornar, fica mais fácil pensar em uma forma  de melhoria para os processos e resultados da sua fábrica.

Aqui você poderá conferir em vídeo, seguindo a série Dores da Indústria, a minha explicação e reflexão sobre a importância do controle da qualidade da matéria prima, como também uma explicação mais a fundo em texto.

Talvez você nem saiba como esse problema possa estar afetando sua indústria. Assista o vídeo abaixo e veja como sua fábrica pode estar perdendo dinheiro ao não ter um controle da qualidade da matéria prima:

Espero que este vídeo ajude a abrir seus olhos para este problema. Assim você poderá se preparar para seus impactos e também para resolvê-lo.

Se você gostou deste material, curta, compartilhe e deixe seu comentário. Vamos criar uma comunidade de gestores e profissionais que se ajudam e aprendem juntos. Participe!

Veja os outros vídeos da série Dores da indústria

Controle da qualidade da matéria prima: pode ser uma dor da sua indústria

Como disse acima, este artigo faz parte da série Dores da indústria. Esta série tem a finalidade mostrar problemas de gestão que podem trazer prejuízo financeiro a fábricas brasileiras e então ajudar o gestor a calcular qual o impacto dessa dor em seu caixa.

Com esse cálculo feito, fica fácil colocar na balança o que é mais caro: pagar para manter a dor, ou investir em uma solução.

Na maioria dos casos o investimento no tratamento adequado vai sair muito mais barato do que a perda de dinheiro gerada por esse contratempo.

Entretanto, fazendo uma analogia com um espinho que você tenha pisado, para tirá-lo poderá sentir uma dor mais intensa (investimento maior), mas depois disso sua vida sem a dor (gastos com o problema) será muito melhor.

O que é o Controle da qualidade da matéria prima?

Então vamos começar pelo básico. Primeiramente, o que é controle da qualidade da matéria prima?

Como o nome diz, o controle da qualidade da matéria prima é o processo de inspeção e controle da qualidade de toda matéria prima recebida e trabalhada pela sua fábrica.

Ou seja, ao receber produtos de seus fornecedores, sua equipe precisa realizar os testes e inspeções determinados para comprovar a qualidade do material recebido e se o mesmo atende os requisitos da sua fábrica.

Veja também: APQP: o que é e como a ferramenta pode definir produtos de sucesso

O que pode acontecer se eu não tiver controle da qualidade da matéria prima?

Resumindo em poucas palavras: pode gerar um prejuízo impactante para toda sua fábrica.

Agora vou explicar o porquê.

Impactos negativos da falta de controle da qualidade da matéria prima

Quando sua fábrica não tem controle da qualidade da matéria prima você está correndo o risco de acabar com muitos contratempos em seu processo de produção.

Exemplo prático de prejuízo por falta de qualidade na matéria prima:

Vamos imaginar que no final do processo de transformação do seu produto, seu setor de qualidade identificou um problema de não conformidade que condena todos os produtos daquele lote.

Ao buscar as causas desse problema, sua equipe descobre que na verdade a matéria prima utilizada na fabricação estava comprometida e não atendia os requisitos para o produto a ser fabricado.

Agora pense, esse lote de fabricação passou por todas as suas máquinas, ocupou seus colaboradores, usou outras matérias primas e no final entregou um produto não conforme e que precisa ser descartado.

Então em apenas um exemplo, a matéria prima comprometida causou:

  • Prejuízo na compra de uma matéria prima com defeito ou comprometida (veja como melhorar seu processo de compra)
  • Desperdício de tempo de trabalho das suas máquinas
  • Desperdício de tempo de trabalho dos seus colaboradores
  • Perda de outras matérias primas utilizadas em conjunto com a matéria prima comprometida
  • Perda de espaço no chão de fábrica e almoxarifado que foi utilizado com uma remessa descartada

Deu para perceber o tamanho do estrago que uma remessa de matéria prima defeituosa pode trazer para uma indústria?

Este foi apenas um exemplo do que pode acontecer, mas já é possível imaginar e calcular o prejuízo que poderia causar.

Além dessa dor causada pela falta de controle da qualidade da matéria prima, outros problemas podem atingir a fábrica que negligencia esta questão. Por isso que afirmo que normalmente a solução em gestão é muito mais barata do que conviver com o problema.

Perda financeira por não ter controle da qualidade da matéria prima

Agora que já mostrei alguns exemplos de problemas gerados pela falta de qualidade da matéria prima, vou mostrar alguns exercícios para você calcular o impacto real disso na sua fábrica. Vamos lá:

Quanto você perde?

É importante parar e calcular quanto dinheiro sua indústria está perdendo caso já tenha passado por um problema desse ou acredita que poderia passar.

Se você já teve algum caso de não conformidade causado pela falta de qualidade da matéria prima, isso te custa dinheiro.

Então vou fazer algumas perguntas e você pode responder em seu bloco de notas ou caderno:

  • Quantas vezes sua indústria já teve problemas causados por matéria prima?
  • Caso nunca tenha tido problema, acredita que sua fábrica pode acabar tendo um problema desse no futuro?
  • Quanto custa a hora/máquina da sua fábrica para produzir uma remessa?
  • Quanto custa a hora/homem da sua fábrica para produzir uma remessa?
  • Quanto custa todo o material que utiliza para fabricar uma remessa?
  • Quanto custa o retrabalho caso tenha que refazer parte do processo? (em casos que o produto não conforme ainda pode ser aproveitado)

Após fazer esses cálculos, você vai chegar em um valor de produção que poderá ser jogado fora caso tenha problema com sua matéria prima.

Peço que guarde esse número para compará-lo com uma possível solução no decorrer do texto.

Solução para o controle da qualidade da matéria prima

Chegamos na última parte deste artigo e agora vamos descobrir como então resolver os problemas que foram apresentados.

A maneira mais comum de garantir um bom controle da qualidade da matéria prima da sua fábrica e reverter essa situação é fazer inspeções de recebimento frequentes.

Mas Pedro, o que é inspeção de recebimento?

A inspeção de recebimento é o processo de inspecionar itens, materiais, produtos ou serviço no estado e no estágio de recebimento. Pode ser realizado pela sua própria fábrica ou por uma empresa terceirizada.

O objetivo da inspeção de recebimento de materiais é verificar a conformidade dos produtos recebido com o objetivo de evitar que quando houver a necessidade de uso, não haja produtos em desacordo com as especificações da fábrica.

Os produtos recebidos de seus fornecedores devem atender totalmente aos detalhes do pedido de compra, as especificações técnicas, entre outros documentos. (Veja como ter uma boa gestão de documentos)

A inspeção de recebimento de matérias primas deve ser realizada seguindo os padrões necessários para atender os produtos da sua fábrica e as normas contratuais.

O ideal é alocar inspetores para realizar esse serviço, utilizando software e procedimentos adequados para o registro e controle de entrada. Você também pode contratar uma empresa terceirizada especialista neste serviço.

Dica de processo para a inspeção de recebimento de matérias primas:

Uma dica para o seu processo de inspeção de recebimento é criar um ranking para seus fornecedores.

Ou seja, na medida em que for recebendo matérias primas, sua equipe irá avaliar a qualidade dos produtos recebidos.

Com essa informação em mãos você poderá diminuir a frequência da inspeção para fornecedores confiáveis e aumentar a frequência de novos fornecedores ou daqueles que já apresentaram algum problema.

Assim o seu processo de inspeção ficará mais otimizado e entregará os melhores resultados.

Cálculo final

Agora chegou a hora da verdade. Vamos fazer o cálculo final para determinar o que vale mais a pena: ter problemas com matéria prima ou investir em gestão para não sofrer com esse problema?

Lembra que pedi para guardar o número do cálculo de possíveis prejuízos que você teve? Certo. Agora basta compará-lo com o valor da implementação de uma rotina de inspeção de recebimento na sua indústria.

E agora, qual valor é o mais importante para sua fábrica?

Aplicando as melhorias na prática

As chances são que o investimento em gestão é muito mais vantajoso do que conviver com a dor ou o perigo de topar com a dor na sua indústria.

Caso tenha interesse em realmente aplicar na prática o conceito que expliquei neste artigo, convido você a assistir uma apresentação do Nomus ERP Industrial, que é o software ERP desenvolvido por mim e pela equipe da Nomus e que atende todos pontos levantados nesse artigo e é capaz de organizar e registrar todo seu processo de inspeção de recebimentos.

Fique a vontade também para compartilhar seus pensamentos e opinião sobre esse assunto nos comentários. Até a próxima!

Nomus ERP Industrial

Compartilhe esta matéria:


Tags: ,


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.


Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo: