Cronoanálise: o que é, para que serve e como aplicar na sua indústria

Atualizado em 7/07/20 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Processos e Organização

Chão de fábrica

A Cronoanálise é uma ferramenta para analisar os tempos em que as atividades são realizadas durante o processo produtivo de uma empresa.

Com a pergunta principal respondida, nesse artigo vamos ver uma visão geral dessa ferramenta que visa aumentar a produtividade e a lucratividade de indústrias.

O objetivo é que você entenda o que é a Cronoanálise industrial, para que serve, quais são seus objetivos e como aplicar na sua indústria.

Vamos lá para as informações e prepare seu caderninho de anotações para colocar a ferramenta em prática:

O que é cronoanálise?

Como disse anteriormente, a Cronoanálise é uma ferramenta de gestão para analisar os tempos em que as atividades são realizadas durante o processo produtivo de uma empresa.

Essa metodologia foi originalmente criada pelos engenheiros americanos Frank Gilberth e Fredereick Taylor.

Eles perceberam que o tempo era a principal variável na busca por mais produtividade e eficiência na linha de produção de uma indústria.

Por isso eles se dedicaram a analisar os tempos gastos no processo produtivo e para assim entenderem melhor a linha de produção e então poderem melhorá-la.

O objetivo é entender quanto tempo cada etapa leva para ser concluída e assim otimizar todas as etapas em que há espaço de melhoria.

Cronoanálise industrial

Quais são os benefícios da cronoanálise?

Os benefícios da cronoanálise são muitos e vão desde reduzir custos até a formação de indicadores de desempenho úteis para indústria.

Vamos a lista das principais vantagens da cronoanálise:

Aumentar o lucro reduzindo custos

Iniciando a lista, vamos ao benefício principal que, na verdade, é o objetivo de basicamente todos os gestores: reduzir os custos e aumentar o lucro.

Para começar, a metodologia permite que os processos da indústria sejam otimizados e assim a indústria consegue ter capacidade para atender mais pedidos, o que pode gerar mais faturamento e consequentemente mais lucro.

Outro ponto é que ao identificar a rotina da equipe, é possível determinar melhor a remuneração paga a cada colaborador e o valor investido em máquinas.

Sendo assim, sua indústria aplica os recursos de forma mais precisa e reduz custos com colaboradores e máquinas que trazem pouco retorno.

Melhorar a produtividade

O tópico anterior é basicamente uma consequência desse. Para reduzir custos e aumentar o lucro é preciso melhorar a produtividade.

E é justamente esse um dos pontos fortes da cronoanálise.

Isso porque toda a indústria busca melhorias para realizar suas tarefas no menor tempo possível.

Quando os processos são observados de perto, é possível identificar diversas oportunidades de melhoria que aumentam a produtividade da empresa.

Melhorar o cálculo de remuneração

A cronoanálise permite que os gestores identifiquem melhor qual é a verdadeira capacidade produtiva de seus colaboradores e assim passam a ter uma base sólida para calcular a remuneração da equipe.

Sabendo exatamente quanto cada colaborador consegue gerar por hora, é possível aplicar remunerações mais justas tanto para o colaborador quanto para a empresa.

Indicadores de desempenho importantes

Ao aplicar a cronoanálise, é possível identificar e determinar os padrões de resultados da sua produção e assim criar indicadores de desempenho.

Uma vez estabelecidos, esses padrões servem como guia para a medição de desempenho da empresa.

Com isso será possível:

  • Acompanhar a produtividade da empresa e identificar problemas mais rapidamente
  • Determinar metas mais realistas e precisas, que motivem a equipe a melhorar cada vez mais

Como aplicar a cronoanálise na sua indústria

Apesar de não ser uma ferramenta muito complexa, é preciso seguir uma metodologia de implementação da cronoanálise para que ela funcione de forma eficaz.

Vou fazer uma explicação resumida para que você entenda quais são os passos principais dessa metodologia, confira:

1. Faça o mapeamento dos processos e suas etapas

A primeira etapa da aplicação da cronoanálise é identificar e mapear todos os processos da sua indústria, inclusive as etapas que eles precisam percorrer.

Não negligencie essa etapa, já que ela será a base para toda a aplicação da cronoanálise e, se não for bem feita, provavelmente sua equipe irá se atrapalhar durante a aplicação.

Com os processos mapeados, é importante dividi-los em etapas com intervalos mensuráveis.

2. Mensure o tempo das tarefas

Essa é uma das etapas mais importantes da metodologia, agora é o momento de mensurar cada etapa do seu processo.

Comece analisando colaboradores com desempenho regular, ou seja, que não há grandes variações de resultados.

Outro ponto importante é não exigir mais agilidade da sua equipe, já que o objetivo aqui é mensurar qual é o verdadeiro tempo gasto em cada atividade da sua empresa atualmente.

Para fechar, utilize uma ferramenta ou uma pessoa dedicada a mensurar esses tempos, já que se essa atividade for feita pelo próprio colaborador, poderá haver falhas na aplicação.

3. Identifique gargalos no processo produtivo e proponha melhorias

Agora que você já identificou e mensurou os processos da sua indústria é possível ter uma visão muito melhor de como o tempo é utilizado na empresa.

Assim o seu objetivo agora é identificar os gargalos no processo produtivo e dar início a aplicações de ciclos de melhoria contínua. (Um bom método é o PDCA).

Algumas ideias de pontos de melhoria são:

  • Processos – eliminar ou melhorar etapas
  • Pessoas – treinar melhor a equipe e/ou criar programas de bonificações/metas
  • Layout Industrial – organizar melhor seu espaço, máquinas e pessoas

4. Crie os novos padrões de processos

Com os gargalos identificados e as soluções pensadas, chegou a hora de passar isso para o restante dos colaboradores da indústria e de fato colocar as melhorias em prática.

Faça um treinamento com sua equipe para implantar os novos padrões no processo, que visam maior produtividade e redução de tempo/custo.

É importante considerar um tempo de adaptação até que os novos padrões estejam funcionando a todo vapor.

5. Análise e acompanhamento das melhorias

Para que a cronoanálise realmente traga um resultado duradouro para sua empresa, é preciso acompanhar as mudanças aplicadas.

Sua equipe deve agora fazer um acompanhamento constante das mudanças aplicadas e uma mensuração dos novos resultados.

Além disso, é preciso fiscalizar se as mudanças de fato estão sendo colocadas em prática. Já que essa pode ser a resposta de resultados insatisfatórios.

Como o ERP Industrial pode ajudar com a Cronoanálise?

Como citei acima, é recomendado usar uma pessoa dedicada com apoio de alguma ferramenta para medir os tempos gastos em cada etapa do processo produtivo.

O Nomus ERP industrial é capaz de medir o tempo utilizado em diversos pontos da produção, confira:

Análise de tempos reais de produção no Nomus ERP industrial

Análise de tempos reais de produção

Saiba o tempo real de fabricação de cada operação do processo produtivo de seus produtos acabados e semi-acabados permitindo a análise de custo real dos produtos.

Monitoramento de recursos em tempo real no Nomus ERP industrial

Monitoramento de recursos em tempo real

Monitore em tempo real tudo que está acontecendo na sua fábrica, quais máquinas estão funcionando, quais máquinas estão paradas, quais ordens de produção estão sendo feitas em cada máquina e aonde estão alocados seus funcionários do chão de fábrica.

Roteiros de fabricação no Nomus ERP industrial

Roteiros de fabricação

Crie roteiros de fabricação para seus produtos acabados e semi-acabados registrando todas as etapas do processo produtivo, centro de trabalho e tempos de produção.

Funcionalidades avançadas no roteiro de fabricação no Nomus ERP industrial

Funcionalidades avançadas no roteiro de fabricação

Se necessário, registre tempos de produção específicos por máquina, defina centros de trabalho alternativos, calcule tempo de produção por fórmulas e reutilize roteiros para facilitar o trabalho da engenharia.

Cuidados com a cronoanálise

Apesar de ser uma metodologia eficaz, é preciso tomar cuidado para não acabar sofrendo o lado negativo da cronoanálise.

Engajamento: tome cuidado para não diminuir o engajamento dos seus funcionários, que podem acabar parando de trabalhar em equipe para focar na performance individual

Ansiedade e desmotivação: tome cuidado com metas muito exigentes que podem desmotivar e causar stress em níveis elevados no ambiente de trabalho. Isso pode acabar gerando impactos negativos no longo prazo.

Então para garantir que a implantação da cronoanálise seja feita de forma correta, o ideal é buscar a ajuda de profissionais no mercado.

Caso sua indústria não possa contratar um serviço como esse, lembre-se de estimular o trabalho em equipe e defina metas realistas.

Veja funcionando na prática

Para entender melhor como o ERP Industrial funciona e como você pode utilizá-lo para aplicar a cronoanálise, recomendo que assista uma demonstração da ferramenta.

Fique a vontade para entrar em contato caso tenha alguma dúvida ou tenha interesse em contribuir com o Blog Industrial Nomus.

Nomus ERP Industrial

Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.


Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo:




Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam