Ciclo de feedback: o que é, como funciona e como aplicar na sua indústria

Atualizado em 19/05/21 - Escrito por Adriana Mariano na(s) categoria(s): Processos e Organização

O ciclo de feedback, também conhecido como feedback loop, é uma metodologia que identifica visualmente as relações de causa e efeito dos processos de uma empresa e assim fornece uma visão sistêmica do negócio.

Quando gestores precisam tomar decisões importantes para o futuro de seus negócios, o ideal é que essas decisões sejam feitas baseadas no máximo de informações possíveis. Dessa forma é possível reduzir as chances de erro e assim tomar decisões mais assertivas.

Neste artigo você vai entender como o ciclo de feedback pode ajudar justamente neste ponto. Vamos falar sobre:

  • O que é o ciclo de feedback;
  • Quais seus benefícios;
  • Como fazer um ciclo de feedback;
  • Exemplo prático.

Dessa forma você poderá colocar em prática na sua fábrica e alcançar benefícios valiosos, como por exemplo:

  • Identificar ciclos virtuosos e ampliá-los;
  • Identificar ciclos viciosos e otimizá-los;
  • tomar decisões mais assertivas;
  • ter uma visão mais sistêmica do funcionamento da fábrica.

Então vamos ao artigo:

O que é ciclo de feedback

Os ciclos de feedbacks são relações de causa e efeito que impactam diretamente a dinâmica de sistemas, ou seja, é uma sequência de variáveis que estão inter-relacionadas em um looping.

O ciclo de feedback é representado por um diagrama de causa-efeito, que utiliza setas para mostrar os relacionamentos das variáveis mais relevantes para o sistema.

Existem dois tipos de feedbacks: Reforço e Equilíbrio. 

Feedback de reforço

O feedback de reforço possui polaridade positiva e é responsável por reforçar ou ampliar a ação inicial do sistema. Além disso, existem dois tipos de feedback de reforço: 

  • Ciclo Virtuoso: ocorre quando há um crescimento exponencial das variáveis.
  • Ciclo Vicioso: definido por um declínio das variáveis.
Exemplo de Feedback de reforço(ciclo virtuoso)

Feedback de equilíbrio

Por outro lado, o feedback de equilíbrio tende a se opor à ação inicial buscando estabilizar sistemas complexos. A polaridade deste feedback é negativa.

Exemplo de Feedback de Equilíbrio

Quais benefícios do ciclo de feedback

O ciclo de feedback é uma metodologia que tem como principal benefício auxiliar os gestores no desenvolvimento da visão sistêmica do negócio, por meio de variáveis que se relacionam ao longo do tempo. 

Dessa forma, é possível analisar como uma nova variável interfere no sistema ou se as ações que já foram implementadas sofreram alguma alteração.

Além disso, os diagramas ajudam a identificar ciclos viciosos que impedem o crescimento, assim como ciclos virtuosos que devem ser ampliados de acordo com a viabilidade da empresa.  Além de identificar variáveis/ações relevantes para criar indicadores, políticas internas e propor melhorias cada vez mais eficazes.

Esses benefícios acabam gerando outras vantagens indiretas para empresa, como:

  • Melhora na tomada de decisão;
  • Redução de custos e desperdícios;
  • Aumento da produtividade geral;
  • Aumento no lucro.

Como fazer o ciclo de feedback

Agora, vamos aprender o passo a passo para criar um diagrama relação causal e identificar ciclos de feedbacks.

1º Passo: Identificar as variáveis relevantes para o sistema

A primeira coisa a fazer para criar o diagrama de causa e efeito é identificar quais são as variáveis/ações que impactam seu negócio. Exemplos: Demanda, Taxa de entrega, Lucro, Custos, Preços, etc.

2º Passo: Identificar as relações causais e a polaridade 

Com as variáveis relevantes definidas, o próximo passo é verificar quais são as relações de causa e efeito entre elas. Essa relação é definida por uma seta que liga as variáveis. 

Por exemplo: A demanda tem uma relação direta com o preço. Quando a demanda aumenta, o preço também sofre um aumento. Logo, essa relação causal tem polaridade positiva.

Exemplo de relação causal com polaridade positiva

3º Passo: Identificar e classificar os ciclos de feedbacks

Após colocar todas as relações de causa e efeito e suas respectivas polaridades, podemos identificar no diagrama os ciclos fechados. Em seguida, podemos classificá-los em:

  • Feedback de Reforço: 
    • Virtuoso: Quando todas as polaridades são positivas
    • Vicioso: Quando todas as polaridades são negativas ou tem número par de polaridades negativas
  • Feedback de Equilíbrio: Quando o número total de polaridades negativas são ímpares.

Para você entender melhor, veja nosso exemplo a seguir.

Exemplo de diagramas com ciclo de feedback

Uma empresa gostaria de avaliar qual é o risco de investir em capacidade produtiva. Para ampliar sua percepção sobre essa questão, foi construído um diagrama causal com os seguintes ciclos de feedbacks.

Diagrama de ciclos de feedback da capacidade produtiva

De acordo com o diagrama, é possível notar que foram identificados 3 ciclos de feedbacks: Dois ciclos de equilíbrio e um ciclo de reforço, são eles:

Feedback de Equilíbrio (E1-): Quando investimos em capacidade, há um aumento da Capacidade Produtiva e da Produção. Entretanto, teremos um aumento de custos totais e consequentemente os lucros serão reduzidos.

Feedback de Equilíbrio (E2-): O investimento em capacidade gera aumento nos custos totais e diminuem os lucros. Quando o lucro aumenta, temos mais caixa para investir em capacidade para atender a demanda. Além disso, como temos apenas uma polaridade negativa, temos um feedback de equilíbrio.

Feedback de Reforço (R1 +): Esse feedback reforça a ideia que se há aumento nos Investimentos em capacidade há também aumento na capacidade produtiva, produção, faturamento e lucros. Além disso, o feedback R1+ é virtuoso, pois todas as suas polaridades são positivas. 

Software para criar seu diagrama 

Agora que você aprendeu o que é, como funciona e como montar seu diagrama de causa e efeito com o ciclo de feedback, é só colocar a mão na massa e realizar as análises com as variáveis mais relevantes para sua empresa.

Para facilitar seu dia a dia, utilize um software que permita montar o diagrama com mais facilidade, afinal nosso tempo é precioso. Uma boa opção é o Vensim, um software de simulação de desempenho industrial que possui uma versão gratuita para você começar suas análises.

Link para download: https://vensim.com/download/

Siga a Nomus para mais dicas

Por fim, recomendo que siga a Nomus nos seus canais favoritos para não perder as próximas postagens. Aqui no Blog postamos conteúdos semanais para quem trabalha na indústria. O objetivo é transformar a gestão industrial no Brasil e assim melhorar o país como um todo.

Para seguir a Nomus, acesse:

E aí, esse artigo te ajudou?

Deixe sua opinião nos comentários.

Nomus ERP Industrial

Compartilhe esta matéria:


Tags:




3 Comentários

  1. Danielle Torres says:

    Um maravilhoso artigo . Muito , mas muito bom !

  2. Alessandra Brandão says:

    Excelente artigo, bem explicativo e fácil de entender. Parabéns!

  3. Tatiana Reis says:

    Artigo incrível, bastante explicativo e didático! Parabéns ao autor!

Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo: