Layout de uma empresa: o que é um layout, qual a sua função e como fazer

Atualizado em 2/02/21 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Produção

Layout Industrial

O layout de uma empresa é a organização do seu espaço levando em conta seus equipamentos, espaço necessário para operá-los e também o espaço necessário para transição da matéria-prima e dos produtos fabricados.

No mundo da produção o layout industrial é fundamental para que a empresa possa aumentar produtividade, reduzir o desperdício e ainda evitar acidentes.

Sendo assim, preparamos este artigo completo explicando os principais pontos do layout de uma empresa, sendo eles:

  • O que é o layout de uma empresa
  • Quais os tipos de layout?
  • Como fazer o layout industrial

Então vamos ao texto para que você consiga entender as melhores práticas na hora de organizar o seu layout e assim obtenha resultados cada vez melhores:

O que é o layout de uma empresa?

Bom, vamos começar com o básico, o que é um Layout de uma empresa?

Como falei anteriormente, o layout é toda a organização do espaço da empresa, incluindo máquinas, espaço de operação, onde os colaboradores irão passar, onde os materiais irão passar etc.

E o que é o estudo de layout de uma empresa?

O estudo de layout é a reestruturação do espaço físico da empresa, criando um posicionamento de equipamentos com uma sequência ideal, onde o transporte de materiais seja reduzido e o fluxo da produção seja o mais bem aproveitado.

Neste estudo também são considerados obstáculos no caminho e o cruzamento de materiais, afim de evitar acidentes e acelerar o tempo de deslocamento da equipe.

Qual a função do Layout

Um bom layout pode trazer diversos benefícios para uma indústria, sendo eles:

  • Redução do lead time;
  • Aumento na produtividade tornando a fábrica mais eficiente;
  • Redução de desperdícios;
  • Redução de acidentes;
  • Maior controle da operação pelos gestores.

Quais os tipos de layout de uma empresa?

Na hora de organizar o layout de uma empresa é importante considerar qual o melhor tipo de layout para o negócio. Existem 4 tipos de layouts mais comuns, sendo eles:

  • Layout posicional: neste caso os produtos não se descolam pelo chão de fábrica. Aqui os materiais utilizados na produção é precisam se mover para executar as tarefas sobre os produtos. (Exemplo: montagem de um avião)
  • Layout por processo: aqui é quando a produção agrupa as operações de processos parecidos, sem depender do produto final.
  • Layout por produto: este é o tipo mais clássico, onde há uma linha de produção criando uma sequência para fabricar determinado produto.
  • Layout celular: nesse caso o layout é composto por células agrupadas por máquinas e equipamentos que são capazes de produzir itens semelhantes.
  • Layout misto: é o utilizado quando a produção é muito grande e com grande variedade de produtos. Acontece quando a empresa precisa juntar um ou mais tipos citados acima.

Como fazer o layout industrial

Agora vamos aos passos utilizados por especialistas para otimizar o layout de uma empresa. Esse processo é dividido em 7 etapas e irei detalhar cada uma, vamos lá:

Análise

A primeira etapa é a análise da empresa, aqui é preciso colher informações do processo produtivo utilizando o método P, Q, R, S e T:

  • Produto: definir os produtos são fabricados pela
    empresa;
  • Quantidade: qual o volume de cada um deles;
  • Rota: qual o fluxo de pessoas, materiais, equipamentos e ferramentas;
  • Suporte: quais são as atividades de auxílio da produção, incluindo a logística de entrada e saída de materiais;
  • Tempo: qual o tempo gasto em cada processo produtivo.

Abordagem quantitativa

Aqui é avaliado o histórico de produção da empresa para entender qual a variedade e quantidade de produtos fabricados.

Dessa forma é possível montar um diagrama de produto x quantidade.

Tipos de organização

Com as informações dos passos anteriores levantadas, é possível determinar qual é o melhor tipo de layout industrial, que como vimos anteriormente, podem ser: posicional, por processo, por produto, celular ou misto.

Fluxo dentro da fábrica

O próximo passo é registrar o fluxo dos materiais, com as distâncias trilhadas pelas pessoas, materiais, ferramentas e equipamentos durante a produção.

Aqui a sua empresa pode usar algumas ferramentas, sendo elas:

  • Diagrama De-Para: esse diagrama mede a distância percorrida entre os postos de trabalho em ambos os sentidos. Com isso é possível identificar qual equipamento deve ficar próximo de qual e assim reduzir a um mínimo possível de transições.
  • Mapofluxograma: aqui é identificado todos os processos produtivos da fábrica e qual o caminho percorrido por eles. A partir dessa informação, é possível ver quando há um cruzamento de elementos na produção. Com isso, você pode reestruturar para minimizá-los, afim de reduzir os riscos de acidentes.
  • Diagrama de interligações preferenciais (DIP): com essa ferramenta é possível classificar qual o grau de importância de um processo está próximo do outro e qual o risco do transporte desse equipamento.

Dimensionamento

Por fim, com os postos definidos, é preciso dimensionar o espaço da empresa com o espaço necessário para cada posto de trabalho diferente. Aqui é preciso considerar o tamanho das máquinas, o espaço para o operador trabalhar, o espaço necessário para o transito da equipe e dos materiais e também o espaço de armazenamento de ferramentas.

Com as medições feitas a sua empresa poderá montar o layout mais otimizado, onde existe um posicionamento que ocupe menos espaço e gere melhores resultados para a fábrica.

Importante lembrar

É importante lembrar que não existe um padrão pronto e ideal para o layout de uma empresa. Isso depende de cada operação e objetivos da fábrica.

Além disso, é importante sempre atualizar o layout dependendo da realidade da empresa e seus padrões de produção.

Aqui estão os próximos passos

Agora que você já aprendeu o básico sobre o layout de uma empresa industrial, recomendo que siga os passos abaixo:

Para otimizar a gestão da sua fábrica ainda mais, é fundamental que possuam um sistema de gestão ERP capaz de atender as particularidades da gestão industrial, sendo assim:

Por fim, é fundamental que você continue aprendendo e se atualizando para garantir que o seu conhecimento e a sua empresa não fiquem desatualizados. Sendo assim:

Por fim, fique a vontade para entrar em contato conosco caso tenha alguma dúvida ou sugestão. Juntos podemos transformar positivamente a gestão das indústrias brasileiras e assim garantir que a sociedade como um todo melhore junto.

Nomus ERP Industrial

Compartilhe esta matéria:


Tags:




Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo: