O que é o Registro K200 – Estoque escriturado?

Atualizado em 7/01/19 - Escrito por Equipe Nomus na(s) categoria(s): Bloco K

Glossario

Hoje vamos detalhar o que é o Registro K200 para dar continuidade a série de artigos sobre os registros do Bloco K.

Os outros artigos da série do Bloco K, são:

Gostou do vídeo? Receba em seu email.

Inscreva-se gratuitamente a receba em primeira mão os vídeos do Blog Industrial Nomus.

 

Esse registro é denominado como “Estoque escriturado”, e apresenta o saldo em estoque de cada produto no último dia do período de apuração do Bloco K, incluindo o código do produto, a quantidade em estoque, o indicador do tipo de estoque, e o código do participante nos tipos de estoque 1 e 2.

Os tipos de estoque possíveis são:

  • 0 = Estoque de propriedade da empresa e em seu poder
  • 1 = Estoque de propriedade da empresa e em poder de terceiros
  • 2 = Estoque de propriedade de terceiros e em poder da empresa

Quais são os campos do registro K200?

CampoObrig.Explicação do campoConsiderações mais importantes
REGOK200
DT_ESTOData do estoque final1) Data = Data final da apuração Bloco K
COD_ITEMOCódigo do item1) Tipo de produto = 00 (Mercadoria para revenda), 01 (Matéria prima), 02 (Embalagem), 03 (Produto em processo), 04 (Produto acabado), 05 (Subproduto), 06 (Produto intermediário) ou 10 (Outros insumos).
2) Deve estar presente no Registro 0200.
QTDOQuantidade em estoque1) Qtde >= 0
2) A quantidade em estoque não leva em consideração a quantidade de produtos em elaboração.
Obs: A escrituração do K200 é opcional para todos os produtos com quantidade em estoque igual a zero. O Fisco assume quantidade em estoque igual a zero para todos os produtos não escriturados no K200.
IND_ESTOIndicador do tipo de estoque1) Os valores possíveis são:
>>> 0 = Estoque de propriedade do informante e em seu poder.
>>> 1 = Estoque de propriedade do informante e em posse de terceiros
>>> 2 = Estoque de propriedade de terceiros e em posse do informante
COD_PARTOCódigo da pessoa do participante para os tipos de estoque 1 e 21) Preenchimento obrigatórios para os tipos de estoque 1 e 2.
2) Código da pessoa deve estar presente no Registro 0150.

Qual a importância do registro K200?

Entendemos que o registro K200 é um registro chave do Bloco K, pois através desse registro, é possível auditar a coerência entre as seguintes informações:

  • 1) Saldo em estoque escriturado
  • 2) Movimentações de produção, consumo e reclassificação informadas no Bloco K
  • 3) Movimentações de entrada e saída informadas no Bloco C do SPED Fiscal.

Para ficar claro como essa auditoria pode ser feita é importante entender a equação abaixo:

Saldo em estoque escriturado no período anterior
( + ) Entradas por documentos fiscais escrituradas no Bloco C
( + ) Entradas escrituradas no Bloco K
( – ) Saídas por documentos fiscais escrituradas no Bloco C
( – ) Saídas escrituradas no Bloco K
( = ) Saldo em estoque escriturado no período atual

Agora vamos entender quais são as entradas e saídas que podem ser escrituradas no Bloco K.

Entradas escrituradas no Bloco K

  • K215 – Qtde de itens de destino na desmontagem de mercadorias
  • K220 – Qtde de itens de destino na reclassificação de produtos
  • K230 – Qtde de itens produzidos na produção interna
  • K250 – Qtde de itens produzidos na produção em terceiros
  • K260 – Qtde do itens que retornaram ao estoque no reprocessamento/retrabalho
  • K265 – Qtde de itens consumidos que retornaram ao estoque no reprocessamento/retrabalho
  • K291 – Qtde de itens produzidos na produção conjunta interna
  • K301 – Qtde de itens produzidos na produção conjunta em terceiros

Saídas escrituradas no Bloco K

  • K210 – Qtde de itens de origem na desmontagem de mercadorias
  • K220 – Qtde de itens de origem na reclassificação de produtos
  • K235 – Qtde de insumos consumidos na produção interna
  • K255 – Qtde de insumos consumidos na produção em terceiros
  • K260 – Qtde do itens que saíram do estoque no reprocessamento/retrabalho
  • K265 – Qtde de itens consumidos no reprocessamento/retrabalho
  • K292 – Qtde de itens consumidos na produção conjunta interna
  • K302 – Qtde de itens consumidos na produção conjunta em terceiros

Em outros artigos deste manual do usuário vamos entender que é possível efetuar correções nos apontamentos de entradas e saídas no Bloco K e no estoque escriturado.

Exemplo de escrituração do registro K200

Vamos apresentar 3 exemplos de escrituração do registro K200 para os 3 tipos de estoque possíveis:

  • 0 = Estoque de propriedade da empresa e em seu poder
  • 1 = Estoque de propriedade da empresa e em poder de terceiros
  • 2 = Estoque de propriedade de terceiros e em poder da empresa

0 = Estoque de propriedade da empresa em seu poder

Apresentando um exemplo de um produto acabado código “PA-001” fabricado pela empresa e em seu poder.

|K200|30092018|PA-001|25,000|0||

Vamos entender os campos apresentados no exemplo acima:

  • DT_EST = 30092018 – É a data do saldo em estoque do produto “PA-001” em “30/09/2018”. Essa data deve ser igual a data final do período de apuração do Bloco K.
  • COD_ITEM = PA-001 – É o código do produto com o estoque escriturado.
  • QTD = 25,000 – É a quantidade em estoque do produto “PA-001” em “30/09/2018”. Essa quantidade em estoque não leva em consideração o estoque de produtos em elaboração.
  • IND_EST = 0 – É o indicador do tipo de estoque “0” que indica que a quantidade em estoque escriturada do produto “PA-001” em “30/09/2018” é de propriedade da empresa e está em seu poder.
  • COD_PART = vazio – Esse campo fica sempre vazio quando o indicar do tipo de estoque é “0”.

1 = Estoque de propriedade da empresa e em poder de terceiros

Apresentando um exemplo de uma matéria prima código “MP-001” comprada pela empresa, remetida para industrialização em terceiros, e que ficou em poder de terceiros no último dia do período de apuração do Bloco K..

|K200|30092018|MP-001|70,000|1|250|

Vamos entender os campos apresentados no exemplo acima:

  • DT_EST = 30092018 – É a data do saldo em estoque do produto “MP-001” em “30/09/2018”. Essa data deve ser igual a data final do período de apuração do Bloco K.
  • COD_ITEM = MP-001 – É o código do produto com o estoque escriturado.
  • QTD = 70,000 – É a quantidade em estoque do produto “MP-001” em “30/09/2018” em poder do terceiro que é a pessoa com código “250”.
  • IND_EST = 1 – É o indicador do tipo de estoque “1” que indica que a quantidade em estoque escriturada do produto “MP-001” em “30/09/2018” é de propriedade da empresa e está em poder de terceiros.
  • COD_PART = 250 – É o código da pessoa “250” que está com a posse do produto “MP-001”.

2 = Estoque de propriedade de terceiros e em poder da empresa

Apresentando um exemplo de uma matéria prima código “PK-001” comprada por um cliente da empresa, remetida para industrialização na empresa, e que ficou em poder da empresa no último dia do período de apuração do Bloco K..

|K200|30092018|PK-001|40,000|2|480|

Vamos entender os campos apresentados no exemplo acima:

  • DT_EST = 30092018 – É a data do saldo em estoque do produto “PK-001” em “30/09/2018”. Essa data deve ser igual a data final do período de apuração do Bloco K.
  • COD_ITEM = PK-001 – É o código do produto com o estoque escriturado.
  • QTD = 40,000 – É a quantidade em estoque do produto “PK-001” em “30/09/2018” de propriedade da pessoa com código “480” e em poder da empresa.
  • IND_EST = 2 – É o indicador do tipo de estoque “2” que indica que a quantidade em estoque escriturada do produto “PK-001” em “30/09/2018” é de propriedade da pessoa com código “480” e está em poder da empresa.
  • COD_PART = 480 – É o código da pessoa “480” que tem a propriedade do produto “PK-001”.

Software para entregar o Bloco K

Para entregar o Bloco K sem preocupações, recomendo que utilize um sistema de gestão capaz de auxiliar sua equipe nessa tarefa. Assista uma demonstração do Nomus ERP Industrial e veja na prática como o sistema projetado pela Nomus funciona.

Fique a vontade para entrar em contato caso tenha alguma dúvida ou sugestão.

Software ERP Para controle da producao

Compartilhe esta matéria:


Tags:





Receba no seu email.

Os melhores artigos, ebooks e planilhas de gestão da produção industrial, gratuitamente, no seu email.



Software ERP para sua indústria: Nomus ERP


Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam