O que são os Registros K300, K301 e K302 – Produção conjunta efetuada por terceiros?

Atualizado em 19/12/18 - Escrito por Equipe Nomus na(s) categoria(s): Bloco K

Glossario

Hoje vamos detalhar o que são os Registros K300, K301 e K302 para dar continuidade a série de artigos sobre os registros do Bloco K.

Os outros artigos da série do Bloco K, são:

Gostou do vídeo? Receba em seu email.

Inscreva-se gratuitamente a receba em primeira mão os vídeos do Blog Industrial Nomus.

Entende-se por produção conjunta efetuada por terceiros, a produção de mais de um produto resultante efetuada por terceiros, classificados como co-produtos, a partir do consumo de um ou mais insumos remetidos pela empresa para industrialização no terceiro, em um processo produtivo comum.

Atenção, é importante não confundir co-produto com subproduto. Os subprodutos gerados no processo produtivo não devem ser escriturados no Bloco K e não devem ser considerados como produção conjunta.

Por exemplo, um processo produtivo em terceiros que gera 1 produto e um ou mais subprodutos deve ser escriturado no K250 e K255, já um processo produtivo em terceiros que gera mais de 1 produto (co-produtos), independente da quantidade de subprodutos gerados, deve ser escriturado no K300, K301 e K302.

O registro K300 é denominado como “Produção conjunta – Industrialização efetuada por terceiros”, e apresenta a informação da data do reconhecimento de um lote de produção conjunta no terceiro, dentro do período de apuração.

O registro K301 é denominado como “Produção conjunta – Industrialização efetuada por terceiros – Itens produzidos”, e apresenta a produção conjunta efetuada pelo terceiro e relacionada ao K300, incluindo os códigos dos produtos fabricados e a quantidade produzida.

O registro K302 é denominado como “Produção conjunta – Industrialização efetuada por terceiros – Insumos consumidos”, e apresenta os insumos consumidos pelo terceiro e relacionados ao K300, incluindo os códigos dos insumos consumidos e a quantidade consumida.

Quais são os campos dos registros K300, K301 e K302?

K300 – Produção conjunta – Industrialização efetuada por terceiros

CampoObrig.Explicação do campoConsiderações mais importantes
REGOK300
DT_PRODOData do reconhecimento da produção ocorrida no terceiro1) Data >= Data inicial da apuração Bloco K
2) Data <= Data final da apuração Bloco K

K301 – Produção conjunta – Industrialização efetuada por terceiros – Itens produzidos

CampoObrig.Explicação do campoConsiderações mais importantes
REGOK301
COD_ITEMOCódigo do item produzido1) Deve ter o Tipo de produto = 03 (produto em processo) ou 04 (produto acabado)
2) Deve estar presente no Registro 0200
QTD_ENCOQuantidade da produção acabada1) Qtde > 0

K302 – Produção conjunta – Industrialização efetuada por terceiros – Insumos consumidos

CampoObrig.Explicação do campoConsiderações mais importantes
REGOK292
COD_ITEMOCódigo do item componente/insumo1) Tipo de produto = 00 (Mercadoria para revenda), 01 (Matéria prima), 02 (Embalagem), 03 (Produto em processo), 04 (Produto acabado), 05 (Subproduto) ou 10 (Outros insumos).
2) Tipo de produto 06 (Produto intermediário) não deve ser escriturado.
3) Deve estar presente no Registro 0200
4) Código do produto no K302 deve ser diferente do Código do produto no K301.
QTDOQuantidade consumida do item1) Qtde > 0

Exemplo de escrituração dos registros K300, K301 e K302

Como exemplo de escrituração podemos considerar o caso de um processo produtivo em terceiros, aonde remetemos para industrialização em terceiros a matéria prima leite in natura código “LNT-001”, e no retorno do processo de industrialização em terceiros, damos entrada no estoque em 2 produtos resultantes, o leite desnatado com código “LD-001” e o creme de leite com código “CL-001”.

Neste exemplo, a lista de materiais do produto é tipicamente definida como abaixo:

LD-001 – Leite desnatado – Qtde base: X litros

  • SV-001 – Serviço de produção em terceiros – Qtde necessária: X liltros (Serviço de industrialização em terceiros)
  • CL-001 – Creme de leite – Qtde necessária: X litros (Co-produto)
  • LNT-001 – Leite in natura – Qtde necessária: X litros (Matéria prima)

Apresentamos abaixo um exemplo de escrituração dos registros K300, K301 e K302:

|K300|25012018|
|K301|LD-001|9000,000|
|K301|CL-001|1000,000|
|K302|LNT-001|10000,000|

Agora vamos entender os campos apresentados no exemplo acima:

K300 – Produção conjunta – Industrialização efetuada por terceiros

|K300|25012018|
  • DT_PROD = 22012018 – É a data de reconhecimento da produção no terceiro em 25/01/2018. Essa data deve estar dentro do período de apuração do Bloco K.

K301 – Produção conjunta – Industrialização efetuada por terceiros – Itens produzidos

|K301|LD-001|9000,000|
|K301|CL-001|1000,000|

Produto LD-001 (Leite desnatado)

  • COD_ITEM = LD-001 – É o código de um produto produzido no terceiro em 25/01/2018, que foi a data informada no K300.
  • QTD_ENC = 9000,000 – É a quantidade de produção acabada do produto “LD-001” em 25/01/2018, que foi a data informada no K300.

Produto CL-001 (Creme de leite)

  • COD_ITEM = CL-001 – É o código do outro produto produzido no terceiro em 25/01/2018, que foi a data informada no K300.
  • QTD_ENC = 1000,000 – É a quantidade de produção acabada do produto “CL-001” em 25/01/2018, que foi a data informada no K300.

K302 – Produção conjunta – Industrialização efetuada por terceiros – Insumos consumidos

|K302|LNT-001|10000,000|

Produto LNT-001 (Leite in natura)

  • COD_ITEM = LNT-001 – É o código do insumo que foi consumido para produção no terceiro dos produtos “LD-001 (Leite desnatado)” e “CL-001 (Creme de leite)”, informados no K301, e em 25/01/2018, que foi a data informada no K300.
  • QTD = 10000,000 – É a quantidade do insumo “LNT-001” que foi consumida para produção no terceiro dos produtos “LD-001 (Leite desnatado)” e “CL-001 (Creme de leite)”, informados no K301, e em 25/01/2018, que foi a data informada no K300.
Software ERP Para controle da producao

Compartilhe esta matéria:


Tags:





Receba no seu email.

Os melhores artigos, ebooks e planilhas de gestão da produção industrial, gratuitamente, no seu email.



Software ERP para sua indústria: Nomus ERP


Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam