Como alinhar a previsão de vendas com o plano mestre de produção

Atualizado em 14/02/20 - Escrito por Celso Monteiro na(s) categoria(s): Engenharia de produto / Estratégia / Processos e Organização / Produção

Programação da produção

No meu último artigo, falei sobre previsão de vendas, especificamente sobre o modelo baseado em média móvel. No artigo de hoje, falarei sobre como adequar o plano mestre de produção a previsão de vendas e assim organizar sua produção de forma eficiente e sem excesso de estoque.

LEIA MAIS – Excesso de estoque: “Fabrico mais quantidade do que a necessária”

Todas as empresas que orientam sua produção para atendimento ao estoque se interessarão pelo assunto. Se você ainda não sabe se a produção da sua empresa está orientada para  o estoque ou para pedido, já falamos das 6 diferenças entre produzir sob encomenda e produzir para estoque.

Plano mestre de produção e a sua importância

O Plano Mestre de Produção ou Planejamento Mestre da Produção (do inglês Master Production Schedule MPS)  é um relatório que diz quais e quando cada produto será produzido, obedecendo o período da necessidade de cada um.

O Plano Mestre faz o cálculo das necessidades de produtos acabados, informando a quantidade e os prazos que deverão estar prontos, levando em consideração o roteiro e a duração de cada operação de produção relacionada aos produtos. Também participam do cálculo do PMP a previsão de vendas (demanda) e o nível de estoque dos produtos. Desta forma é possível identificar quais produtos você precisa produzir a quantidade e quando o mesmo precisará estar pronto, para assim não comprometer as entregas da empresa.

Agora que você já foi devidamente situado sobre o funcionamento da previsão de vendas, teve  uma breve explicação sobre o Plano de Produção, vamos partir para a sequência que lhe ajudará a entender como é possível uni-los em prol da empresa.

Configurar parâmetros de ressuprimento dos produtos de venda

O primeiro passo é identificar parâmetros básicos de ressuprimento para todos os produtos de venda (acabados), como:

  • Lote múltiplo
    Quantidade múltipla que a empresa é capaz de fazer ou que ,financeiramente, é a mais barata (de 10 em 10 unidades, 20 em 20, etc).
  • Lote mínimo
    Quantidade mínima, múltipla do valor identificado como lote múltiplo, que a empresa pode fazer em ordens de produção.
  • Lote máximo
    Quantidade máxima, múltipla do valor identificado como lote múltiplo, que a empresa pode produzir em ordens de produção.
  • Estoque de segurança (mínimo)
    Qual estoque a empresa deseja manter para se resguardar de quaisquer eventualidades e que chegado a ele é  disparada uma ordem de ressuprimento.
  • Estoque máximo
    Qual estoque a empresa deseja alcançar sempre que uma ordem de ressuprimento seja registrada pelo Plano Mestre.
  • Prazo de ressuprimento da produção (dias)
    Duração, em dias, entre a abertura da ordem de produção e a finalização da mesma. Este valor é usado para saber quantos dias a empresa dispõe para atender uma demanda.

Manter um controle de estoque eficiente

Se o controle de estoques não estiver correto, ou seja, se a empresa não confiar no saldo em estoque que é controlado pelo sistema ou por planilhas será impossível gerar um Plano Mestre de Produção correto, já que para calculá-lo deve-se partir da premissa que o saldo de cada produto está correto, caso não esteja, provavelmente seu PMP trará uma série de ordens com produtos e quantidades fora da realidade da empresa.

LEIA MAIS – 5 dicas essenciais para um controle de estoque eficiente

Calcular a previsão de vendas e definir a sua forma de distribuição na projeção de estoques

Seguindo os passos do artigo  sobre previsão de vendas, calcule a sua previsão (seja por média móvel ou qualquer outro modelo ) . Ao calcularmos a previsão de vendas atribuímos o resultado ao mês seguinte, ou seja, pela média móvel de Janeiro, Fevereiro e Março teremos a previsão de vendas de Abril. Logo, o valor que será informado para cada produto da previsão de vendas diz respeito a uma projeção de vendas do mês de Abril que se iniciará.

Com esse número em mãos, você precisará definir como pretende planejar sua produção em função da previsão de vendas. Sugiro duas abordagens:

  • Concentrada no início do período
  • Distribuída igualmente entre os dias do período

Se a sua previsão de vendas de um determinado produto for de 120 Und para o mês de Abril, a distribuição dessa demanda projetada seria, para os dois casos:

  • Concentrada no início do período
    Saída por venda projetada de 120 Und do Produto no dia 01/04/2017
  • Distribuída igualmente entre os dias do período
    Abril possui 30 dias, e a previsão de vendas foi de 120 Und. Logo, diariamente, temos uma saída de (120 Und / 30dias) = 4 Und/dia . Ou seja, no dia 01/04/2017 seria projetada uma saída por venda de 4Und, assim como no dia 02/04/2017,  03/04/2017 , e assim até o último dia de Abril (30/04/2017), completando dessa forma as 120 Und projetadas para o mês.

Ao concentrar tudo no início de Abril a empresa concentrará mais recursos , tanto industriais quanto financeiros, para comprar matéria prima e produzir os produtos “de uma vez”. Ao passo que, caso opte por diluir a projeção igualmente a cada dia do mês, a empresa poderá disparar a produção mais próxima do momento em que a mesma será necessária, facilitando assim a produção enxuta.

Planejar produção nas datas corretas

Agora você sabe a projeção, tem seu estoque apurado e já distribuiu a demanda durante o mês,  basta saber quando e quanto produzir de cada produto em seu Plano Mestre. Para isso, darei o seguinte exemplo:

  • Previsão de vendas Abril = 120 Und
  • Saldo do Produto em 31/03/2017 = 55 Und
  • Lote múltiplo = 10 Und
  • Lote mínimo = 20 Und
  • Lote máximo = 250 Und
  • Estoque de segurança = 20 Und
  • Estoque máximo = 90 Und
  • Prazo de ressuprimento da produção (dias) = 3 dias

Previsão concentrada no início do período

DiaLançamentoQtdSaldo antesSaldo depois
01/04/2017Previsão de venda12055-65
01/04/2017Emissão de ordem150-65
04/04/2017Encerramento de ordem150-6585

Dessa forma, o PMP concentrou as 120 Und do Produto logo no primeiro dia do mês e abateu do saldo em estoque disponível no início do dia, que era de 55Und, resultando em um saldo projetado de -65Und do Produto.  Como esse saldo é menor do que o estoque de segurança você deve suprir novamente esse produto através da programação de uma ordem de produção que precisa ser disparada logo no dia 01/04/17.

Para identificar a quantidade da ordem é preciso usar os parâmetros de ressuprimento do produto. Com eles em mãos vemos que precisamos sair do saldo de -65Und e chegar até  o Estoque máximo, que é de 90Und. Logo, o ressuprimento será:

Qtde a produzir = Estoque máximo – Saldo projetado

Qtde a produzir =  90 –  (- 65) = 155Und

Porém, 155 não é múltiplo de 10, identificada como lote múltiplo do produto. Se produzirmos 160Und o saldo em estoque do produto será de 95und, maior do que o Estoque máximo permitido para ele, portanto, não podemos abrir a ordem com essa quantidade.

Programação da produção

Com 150Und obedecemos todos os requisitos do produto, o saldo em estoque após o ressuprimento é menor que o máximo , 150 é múltiplo de 10 e é maior que o lote mínimo e menor que o lote máximo, portanto, configura-se como a quantidade ideal (neste cenário) para ressuprir o produto.

Distribuída igualmente entre os dias do período

DiaLançamentoQtdSaldo antesSaldo depois
01/04/2017Previsão de venda45551
02/04/2017Previsão de venda45147
03/04/2017Previsão de venda44743
04/04/2017Previsão de venda44339
05/04/2017Previsão de venda43935
06/04/2017Previsão de venda43531
06/04/2017Emissão de ordem703131
07/04/2017Previsão de venda43127
08/04/2017Previsão de venda42723
09/04/2017Previsão de venda42319
09/04/2017Encerramento de ordem701989
10/04/2017Previsão de venda48985
11/04/2017Previsão de venda48581
12/04/2017Previsão de venda48177
13/04/2017Previsão de venda47773
14/04/2017Previsão de venda47369
15/04/2017Previsão de venda46965
16/04/2017Previsão de venda46561
17/04/2017Previsão de venda46157
18/04/2017Previsão de venda45753
19/04/2017Previsão de venda45349
20/04/2017Previsão de venda44945
21/04/2017Previsão de venda44541
22/04/2017Previsão de venda44137
23/04/2017Previsão de venda43733
24/04/2017Previsão de venda43329
24/04/2017Emissão de ordem702929
25/04/2017Previsão de venda42925
26/04/2017Previsão de venda42521
27/04/2017Previsão de venda42117
27/04/2017Encerramento de ordem701787
28/04/2017Previsão de venda48783
29/04/2017Previsão de venda48379
30/04/2017Previsão de venda47975

Ao distribuir a previsão de vendas igualmente entre os dias de Abril, cada dia terá uma saída planejada de 4Und por vendas. Logo, sempre que esse débito diário deixar o saldo em estoque do produto menor do que o estoque de segurança, o Plano mestre precisará criar uma ordem para ressuprir o estoque.

Com um saldo inicial de 55Und e saídas diárias de 4 und, o saldo em estoque do produto somente ficará menor que 20 Und em 09/04/17 ,quando o estoque inicial do dia é de 23 Und e após debitado 4 Und o saldo do produto será de 19Und. Como o prazo de ressuprimento da produção é de 3  dias, para que no dia 09/04/17 eu tenha produto meu estoque alimentado eu preciso iniciar a produção no dia 06/04/17.  A quantidade da ordem de ressuprimento é a seguinte.

Qtde a produzir = Estoque máximo – Saldo projetado

Qtde a produzir =  90 –  19  = 71Und

Como 71 não é múltiplo de 10, não é possível abrir uma ordem com essa quantidade para ressupri o estoque do produto. Com uma quantidade de 80Und, a condição de estoque máximo não é atendida, logo, a quantidade da ordem de ressuprimento ideal nesse cenário é de 70Und, que resultará  em um saldo de 89Und no dia 09/04/17.

O mês segue com os débitos diários e no dia 27/04/17 o estoque do produto volta a ficar menor que 20Und (estoque de segurança). Logo, no dia 24/04/17 é identificada a necessidade de iniciar nova ordem de produção para o produto e assim não permitir que o estoque fique abaixo do mínimo. A quantidade dessa ordem segue a mesma lógica apresentada no ressuprimento iniciado no dia 06/04/17.

Conclusão

O objetivo deste artigo não foi identificar qual a melhor solução para relacionar a previsão de vendas  com o seu Plano Mestre, e sim, apresentar possibilidades e o comportamento das mesmas diante de um único cenário. Cabe a cada gestor decidir a melhor forma de aplicar esses conceitos e assim realizar um Plano Mestre perfeito para a sua empresa.

Se você gostaria de saber mais sobre Previsão de vendas e Plano de produção, assista agora mesmo uma demonstração do Nomus ERP Industrial e saiba como podemos ajudá-lo a planejar

Nomus ERP Industrial

Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro de Produção formado pelo CEFET e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Celso já atuou em fábricas de diversos setores, como: metal-mecânica, materiais de escritório, artefatos de concreto, perfuração, cabos e cordas navais, têxtil (confecção e tinturaria), reciclagem de metal, dentre outros segmentos.


Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo:




Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam