O que é gerenciamento de projetos e como ele pode ajudar você a sair da crise

Atualizado em 12/01/16 - Escrito por Eduardo Moura na(s) categoria(s): Processos e Organização

gerenciamento-projetos

Muito tem se falado em investimentos, crises, dificuldades, aquisições, fusões, desenvolvimento social… de uma maneira bastante ampla em toda espécie de movimento, que nos tira de uma situação atual e nos leva invariavelmente para uma nova realidade.  Mas como trabalhar com isso quando estamos em um cenário de crise?

Como a crise acontece e chega até nós?

Este tipo de movimento pode se dar de duas maneiras diferentes: ativa ou reativa. A crise por exemplo, pode nos ser apresentada de maneira radical sem que tenha sido nossa intenção aderirmos a ela, assim como alguma atitude tomada por nós pode nos levar de fronte a crise. A crise pode ser de mercado ou interna, enfim, pode ser criada por uma atitude ou decisão própria ou ter sido imposta a nós.

É bastante evidente e obvio que todo movimento que for antecipado, ou seja, todo movimento que decorre de uma ação própria, pode ser melhor controlado e previsto. Pode ser previamente pensado de forma a ter maior sucesso.

Em se tratando de crise, podemos nos antecipar a ela, e conduzirmos um movimento interno de redução de custos na organização. Com isto estaremos preparados para quando ela chegar ou nos atingir em cheio. Se pensarmos de maneira individual, no plano pessoal, esta máxima também é verdadeira. Podemos nos antecipar a crise, investindo em nós mesmos, e estarmos preparados para quando a crise chegar.

O impacto do seu gerenciamento de projetos na crise

O que é importante aqui é entendermos que todos estes movimentos, que novamente, nos levam de uma situação atual para uma nova realidade, podem e neste caso ouso dizer, devem ser encarados como projetos. Dito isto, a disciplina de gerenciamento de projetos, toma outra importância em todos os aspectos dentro das organizações.

Este é o proposito básico desta série de artigos que serão escritos e publicados aqui no Blog Industrial da Nomus: levar ao entendimento de que o gerenciamento de projetos pode e deve ser encarado muito além de uma técnica, um método ou um profissional especifico, mas sim, como uma filosofia de trabalho, uma maneira mais profunda e estruturada de pensarmos os negócios, uma forma de pensar e raciocinar sobre todos os movimentos e passos que serão dados.

O que é um projeto?

Antes de dar sequencia, precisamos de uma definição: o primeiro tópico a ser abordado é o entendimento de maneira bastante simples do que é um projeto. E isto fica bastante claro, se compararmos um projeto a um evento comum. A grande maioria dos exemplos que são ligados a projetos, são no sentido de equiparar a definição de projetos, a ações como a construção de uma ponte, compra de uma máquina, construção de um prédio.

Mas este na verdade é o grande ponto de atenção. Devemos ter entendimento claro, que projeto é todo movimento realizado dentro das organizações que tenha o intuito de nos tirar de uma situação atual e nos leve a uma situação futura projetada, antecipando assim as ações, sendo enfim, pró-ativos.

Um projeto constante segundo o PMBOK

Vale aqui lembrarmos o conceito de projeto constante no Guia do PMBOK, em que “Projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. ” O que seria no conceito do PMBOK um esforço temporário, aqui no conceito abordado vem a ser um movimento, uma ação, uma atitude.

Disto cabe uma análise profunda das organizações para que se busque saber onde estamos e para onde queremos ir. Os projetos passam a ser os grandes mecanismos que irão possibilitar este movimento, esta mudança da situação atual para a realidade futura.

Temporário, neste conceito, obviamente está relacionado também ao movimento, a atitude em si. Todo movimento realizado, independente de qual seja, é temporário, possui um início, meio e fim. Isto fica evidenciado conforme o PMBOK onde “A natureza temporária dos projetos indica que eles têm um início e um término definidos. ”

Tempo de duração do projeto

Outro aspecto importante com relação ao tempo, ou duração de um projeto, é o entendimento de que ele nos deve levar a um determinado lugar. Esse é um ponto muito simples, mas que se olhado com atenção, deveria chocar. Pense agora: Quantas ações são tomadas diariamente dentro das organizações, quanto esforço é despendido ainda para ficarmos dentro dos conceitos que estamos abordando aqui, quanto movimento é feito que nos leva do nada para lugar algum?

Neste aspecto, o PMBOK é claro em determinar que um projeto deve terminar, quando seus objetivos são atingidos, “O término é alcançado quando os objetivos do projeto são atingidos ou quando o projeto é encerrado porque os seus objetivos não serão ou não podem ser alcançados, ou quando a necessidade do projeto deixa se existir. ”

Nada mais óbvio, que quando eu decida efetivamente realizar algum movimento, este me leve a algum lugar para onde eu queira ir. A uma nova realidade.

Projetos são exclusivos

Para finalizar o detalhamento do conceito, o último aspecto a ser observado é com relação a exclusividade.  Este conceito acaba sendo uma consequência, pois quando entendo os outros, fica evidente de que um movimento especifico definido que busca me levar a uma nova realidade, este movimento em si, ou projeto, acaba sendo exclusivo, pois o ambiente onde estou inserido é único e exclusivo e acredita-se que quando concluir o projeto, estarei sendo levado a outro novo ambiente.

Conforme o PMBOK ainda, “Cada projeto cria um produto, serviço ou resultado único.”

Não espere a crise atingir você para organizar a sua indústria

De forma conclusiva, o objetivo deste material é trazer o entendimento para dentro das nossas organizações da importância que os projetos em si devem ocupar nos cenários atuais. Devem ser mecanismos que busquem levar as organizações de uma situação atual para uma nova realidade. Alavancando os negócios e acima de tudo, antecipando as ações. Os projetos passam então as ser as molas propulsoras que irão tirar os planos estratégicos das gavetas e transforma-los em realidade.

A melhor maneira para evitar a crise, ou diminuir os impactos causados por ela é através de planejamento e organização. Assine e acompanhe o Blog Industrial e fique por dentro das novidades e de conceitos incríveis de gestão que poderão revolucionar a sua indústria.


Compartilhe esta matéria:


Tags:


MBA em Gestão de Projetos pela FGV Atua há 13 anos em indústrias Metal Mecânicas em Projetos de Implantação de Softwares e na área de PPCP.



Receba no seu email.

Os melhores artigos, ebooks e planilhas de gestão da produção industrial, gratuitamente, no seu email.





Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam