O segredo da qualidade das indústrias de sucesso – parte 2

Atualizado em 14/06/18 - Escrito por Thiago Leão com colaboração de Karina Gomes na(s) categoria(s): Produção / Qualidade

segredo-da-qualidade-2

Presentes no Livro “Out of the Crisis”, de William E. Deming, os 14 princípios do autor ajudaram o Japão a alcançar seu milagre econômico e despertaram a atenção de dirigentes do mundo todo para seus métodos.

Para ajudar a sua indústria a melhorar seus procedimentos e alcançar uma alta qualidade frente ao mercado, enumerei cada um deles, explicando como devem ser aplicados nas fábricas.

No artigo O segredo da qualidade das indústrias de sucesso – parte 1, estão os primeiros 7 princípios e abaixo está a continuação:

8. Expulsar o medo

O medo pode estar presente de diversas formas, como no temor à limitação (tanto a própria quanto a da estrutura), à rejeição, à consciência  falta de conhecimento dos anseios dos clientes. Esse sentimento desperta isolamento e aflição, causando um enorme desperdício.

A eliminação do medo deve ser a primeira atitude a ser tomada, pois esse obstáculo afeta o sucesso da maioria dos outros princípios. Com seu afastamento, toda a equipe é capaz de trabalhar de forma efetiva na indústria.

9. Romper as barreiras entre os setores

Esse princípio é um ponto essencial para o aperfeiçoamento da qualidade. Com a cooperação mútua entre funcionários de diferentes áreas, empatia e participação no todo da empresa, a qualidade de cada setor será aprimorada, contribuindo para o resultado final e satisfação dos clientes.

10. Acabar com slogan e metas

Slogans e metas que não aceitam nenhuma falha produtiva não contribuem para a qualidade, e sim despertam competitividade negativa,  insatisfação e desmotivação, já que muitas vezes os erros advém do próprio modelo de metas.

Para estimular o chão de fábrica a ter a produtividade esperada, os gestores devem capacitá-lo para que as próprias pessoas tenham um estímulo de mudança de comportamento e impulso para a melhoria da qualidade da indústria.

11. Extinguir as cotas numéricas

É preciso ter em mente que a qualidade não está sempre ligada à quantidade. Pelo contrário: pode ser prejudicada caso este fator seja o único a ser levado em consideração.

As definições de cotas numéricas sufocam a autorrealização. O que deve ser levado em conta é o que é ou não aceitável referente à qualidade.  Os colaboradores devem ter orgulho do que produzem.

12. Remover as barreiras ao orgulho da execução

Um dos grandes erros das indústrias é não considerar sugestões dos funcionários. Eles estão presentes na realidade da empresa e muitas vezes identificam quais são os erros mas não são ouvidos.

Os gestores devem escutar as opiniões e oferecer subsídios para que os colaboradores passem a se envolver mais efetivamente no desenvolvimento da empresa.  Dessa forma, irão eliminar obstáculos que impedem os funcionários de orgulharem-se de seu desempenho na indústria.

13. Promover o conhecimento e a formação

Deming afirma que deve ser criado um sólido projeto de educação e autoconhecimento dentro da empresa. Os gestores devem instituir formas de instituir cursos e capacitações que promovam uma maior qualidade na indústria por meio do aprendizado dos colaboradores.

14. Agir para a concretização da transformação

Todos os colaboradores da indústria precisam ter em mente o papel que possuem para a qualidade da empresa. Além disso, precisam ser engajados para participar das mudanças propostas. Os líderes da indústria precisam impulsionar todos os funcionários para colocarem em prática os princípios de Deming e entenderem o porquê de estarem executando aquela atividade. É importante ter em mente também que todos os princípios aqui enumerados podem ser usados em diversas situações, procedimentos, tarefas e setores da uma indústria.  


Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.


Participe! Deixe o seu comentário agora mesmo:




Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam