6 dicas práticas para melhorar o setor de compras da sua indústria

17/03/16 - Escrito por Thiago Leão na(s) categoria(s): Gestão de estoques e compras / Logística

Guia

Em momentos de crise e mercado competitivo, é fundamental que sua equipe “compre bem”, ou seja, realize suas compras necessárias da melhor forma possível, para assim sobreviver nesses tempos tão difíceis. Entretanto, muitas empresas não entendem o conceito de “comprar bem” e acabam desperdiçando recursos. Por isso, resolvi compartilhar algumas dicas para ajudar a sua equipe a comprar bem, confira:

1. Invista seu tempo para otimizar às compras que irão gerar impacto no seu preço de venda

Existem insumos que impactam significativamente no preço final do seu produto acabado, então é neles que você deve concentrar sua energia para otimizar sua compra. Porém, muitas vezes, o setor de gestão da indústria não entrega essa informação para a equipe de compras, sendo assim, ela fica sem “norte” para fazer melhores cotações. Em alguns casos as indústrias não sabem calcular seu preço de venda e verificar que determinado insumo tem X% representatividade no seu preço final. Caso este seja seu caso, recomento a leitura do artigo: Como formar o preço de venda de um produto e maximizar o lucro da sua fábrica .

2. Compre pensando em qualidade

Já ouviu a expressão “O barato sai caro”? Pois bem, quando compramos somente olhando para o preço na maioria das vezes compramos produtos que tem a qualidade questionável e isso também é um sinal vermelho para sua indústria, pois pode comprometer significativamente a qualidade do seu produto. Por exemplo, você compraria um apartamento onde você sabe que o processo de compras foi feito sem nenhum critério de qualidade, onde o risco dos insumos serem de má qualidade pode causar uma falha de estrutura do prédio?  Acredito que não. Então o mesmo vale para seu produto, ele deve ser a pedra fundamental da sua empresa, valorize a qualidade do seu produto e tenha orgulho disso!

3. Veja a viabilidade econômica da compra

Fazer compras sem planejamento financeiro é um sinal que sua Industria está com riscos de falência, isso mesmo, pois quem compra sem olhar se terá dinheiro para pagar acaba gerando risco desnecessário para a empresa. Sendo assim, verifique quanto e quais são seus períodos de disponibilidade para assumir compromissos com fornecedores e compre somente com os volumes e prazos de acordo com o seu fluxo de caixa.

Negocie nas condições que atualmente sua empresa pode investir, não veja apenas as condições oferecidas pelo fornecedor, lembre-se, uma boa compra é feita numa via de mão dupla, onde tanto o fornecedor quando o cliente lucram com o negócio.

4.  Qualifique seus fornecedores

Para tornar sua indústria competitiva, é essencial que seus fornecedores tenham compromisso com a qualidade dos produtos e serviços prestados a sua empresa. Logo, implementar uma politica de qualificação dos fornecedores é um passo importante para atingir uma alto padrão de qualidade dos seus produtos. Basicamente, para ser um bom fornecedor para sua indústria, uma empresa deve cumprir 3 requisitos:

  • Entregar no prazo negociado: Cumprir o prazo de entrega é essencial para um bom relacionamento entre cliente e fornecedor e num mercado de alta competitividade não há lugar para atrasados.
  • Entregar o produto em conformidade: Não dá para confiar plenamente nos seus fornecedores, logo, deve-se criar uma metodologia de avaliação para garantir que os produtos estão em conformidade com as exigências de qualidade que foram estabelecidas na compra, para isso, sugiro a leitura do artigo Como avaliar os fornecedores da sua indústria em 7 passos
  • Preço Justo: Busque sempre o equilibrio aqui. O preço do produto deve levar em consideração os aspectos: mercado e qualidade do produto. Não existe empresa séria que vende seus produtos com qualidade confiável praticando preços abaixo do mercado. Também evite a política de quanto mais barato melhor, lembre-se do velho “custo-benefício”.

Além destes itens, desenvolva uma relação de parceria com seus fornecedores, uma vez que isso pode ser um diferencial da sua empresa no mercado. Como já disse, nessa via de mão dupla que é uma negociação de compra, não pode acontecer do “cliente espremer o fornecedor” ou do “fornecedor espremer o cliente” o negócio deve ser bom para ambos.

Guia

5. Compre com base no seu PCP

Para indústrias, é fundamental o processo de compras ser iniciado por uma solicitação gerada no PCP, pois os riscos de comprar sem necessidade será mitigado, elevando assim a taxa de sucesso do negócio. O eng° João Pimenta escreveu sobre como saber o que, quando e quanto comprar na sua indústria com PCP e MRP .

Resumidamente, seu PCP deve avaliar:

  • Saldo em estoque
  • Pedidos de venda
  • Empenhos de ordens de produção
  • Lote de compra
  • Prazo de ressuprimento
  • Leadtime de produção

Lembre-se: comprar a quantidade certa na hora errada não tem valor nenhum!

6. Invista em um sistema de gestão para compras industriais

O Nomus ERP Industrial, software projetado pelos engenheiros de produção da Nomus, conta com um módulo inteiro especializado em compras industriais. Essa funcionalidade poderá alavancar a produtividade da sua equipe de compras e garantir um melhor retorno no seus investimentos. Assista uma demonstração e confira como um sistema de gestão pode ajudar o setor de compras da sua empresa.


Compartilhe esta matéria:


Tags:


Engenheiro Mecânico Industrial formado na UERJ e especialista em implantação de sistemas de gestão Industrial na Nomus. Thiago já atuou em fábricas de diversos setores, como: Embarcações, perfuração submarina, metal-mecânica, materiais de escritório, alimentício, cosméticos e tubulação.




Receba no seu email.

Os melhores artigos, ebooks e planilhas de gestão da produção industrial, gratuitamente, no seu email.





Junte-se a 47.312 gestores e profissionais da indústria

Receba dicas semanais de engenheiros de produção direto no seu email e turbine sua a gestão da sua indústria. Inscreva-se gratuitamente:


Seu email está seguro e você nunca receberá spam